icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/02/2015
13:41

O teste positivo de Anderson Silva para duas substâncias proibidas em exame aleatório realizado antes do UFC 183, onde bateu Nick Diaz na decisão, ainda será julgado pela Comissão Atlética do Estado de Nevada em audiência programada para o dia 17 de fevereiro. Enquanto ainda não tem seu futuro no esporte definido, Spider tem sido destaque no noticiário com a repercussão de seu caso para o esporte. 

Depois de uma informação publicada pela revista Veja, que publicou que o Ultimate bloqueou os R$ 16 milhões pagos a Anderson pelo retorno ao octógono após vir à tona a acusação no caso de doping, a organização se pronunciou e negou a notícia veiculada.

- O UFC afirma que não procedem as informações financeiras referentes ao lutador Anderson Silva - disse o breve comunicado enviado na manhã desta segunda-feira.