icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
26/02/2015
22:22

Após dois meses de incerteza e de apresentações abaixo da média, a equipe titular do Internacional finalmente mostrou o que tem de melhor em seu elenco e se firmou na briga pela Copa Libertadores. Com velocidade no ataque na etapa inicial e a inteligência de Alex para conduzir à vitória nos 45 minutos finais, o Colorado derrotou a Universidad de Chile por 3 a 1 nesta quinta-feira, no Beira-Rio. D'Alessandro, de pênalti, Jorge Henrique e Eduardo Sasha marcaram para a equipe gaúcha. Canales fez o gol chileno.

Com o triunfo, o Internacional chegou aos mesmos três pontos do The Strongest (BOL), mas subiu para a vice-liderança do Grupo 4. Já a La U amargou sua segunda derrota na competição sul-americana.

EM ETAPA INICIAL COM VELOCIDADE E POLÊMICAS, INTER SAI NA FRENTE

Enquanto alguns colorados ainda enfrentavam filas para entrar no Beira-Rio, Inter e La U já apresentavam um confronto eletrizante desde o primeiro minuto. Tempo de D'Alessandro cobrar falta, Jhonny Herrera bater roupa e Fabrício, na pequena área, concluir em cima do goleiro. Os chilenos responderam com finalização de Ubilla.

E MAIS
> Confira em Tempo Real como foi a vitória do Colorado
> BULLA DA REDE: Inter torna-se centenário na Libertadores

Apostando na velocidade em seu ataque, o Colorado viu o grito de gol abafado novamente aos oito minutos. Em cruzamento de Vitinho, Eduardo Sasha arriscou uma bicicleta, mas a bola raspou o travessão, diante de um Herrera batido. Porém, os calafrios voltaram a pairar no Beira-Rio, quando o ex-gremista Maxi Rodríguez mandou uma bomba de longe e carimbou o travessão de Alisson. Na sobra, Ubilla, sozinho na área, cabeceou para fora.

Aos poucos, a velocidade deu lugar a um duelo ríspido, com direito a distribuição de cartões amarelos e lances polêmicos. Surpresa na escalação, Jorge Henrique foi lançado e caiu dentro da área pedindo pênalti. O árbitro mandou seguir. Em seguida, foi a vez de Vitinho reclamar após cair dentro da área. A falta (fora da área) não foi marcada.

O Inter voltou a ameaçar em chute cruzado de Vitinho da lateral, defendido por Herrera. E, na reta final, abriu o placar. D'Alessandro entrou na área e, após driblar Suárez, foi derrubado. O próprio camisa 10 converteu o pênalti com categoria, batendo no canto esquerdo do goleiro, aos 46.

ALEX ENTRA, E COMANDA VITÓRIA COLORADA

O Inter voltou do intervalo disposto a não dar espaços para a Universidad de Chile. Nilton e Aránguiz neutralizaram as tentativas da equipe chilena, e deram tranquilidade à equipe para atacar. Porém, os lançamentos de Léo e Vitinho não chegavam com precisão a Eduardo Sasha.

Com a entrada do veterano Alex no lugar de Vitinho, o gol se tornou apenas uma questão de tempo. Primeiro, o camisa 12 cruzou da esquerda e Eduardo Sasha cabeceou para defesa de Herrera. E, aos 16, o Beira-Rio pôde comemorar. Em contra-ataque após rebatida de cobrança de falta, Alex encontrou Jorge Henrique completamente livre na intermediária. O camisa 23, que durante o início do ano chegou a ser especulado como jogador fora dos planos do Colorado, avançou até a área e bateu na saída do goleiro, aos 15 minutos.

Porém, a vantagem no placar trouxe um momento de desconcentração foi fatal para apontar as deficiências atuais da equipe de Diego Aguirre. Aos 21, Lorenzetti teve espaço para fazer o lançamento na direita. Aproveitando falhas de Réver e Fabrício, Ubilla serviu Canales, que bateu à esquerda de Alisson.

A La U esboçou uma reação, em bomba de Ezpinoza para defesa de Alisson e nas investidas de Ubilla. Aos poucos, o Inter foi contendo o ímpeto ofensivo dos chilenos e, aos 32, definiu o placar. Nilton lançou Aránguiz na direita. O ex-atleta da Universidad de Chile cruzou e Eduardo Sasha, de sem-pulo, estufou a rede. Definitivamente, era a noite de uma redenção colorada.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 3x1 UNIVERSIDAD DE CHILE

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Renda/Público: R$ 1.286.365,00 / 32.133 pagantes
Árbitro: Vitor Carrilo (PER)
Assistentes: Sérgio Escano (PER) e Jorge Yupanqui (PER)
Cartões amarelos: Léo, Fabrício (INT), Pereira, Maxi Rodríguez, Ezpinoza, Ubilla, Suárez, Magalhaes (UCH)
Gols: D'Alessandro, 46/1ºT (1-0), Jorge Henrique, 16/2ºT (2-0), Canales, 21/2ºT (2-1), Eduardo Sasha, 32/2ºT (2-1)

INTERNACIONAL: Alisson; Léo, Réver, Alan Costa e Fabrício; Nilton, Aránguiz, D'Alessandro (Luque, 44/2ºT), Jorge Henrique (Nico Freitas, 26/2ºT) e Vitinho (Alex, 11/2ºT); Eduardo Sasha. Técnico: Diego Aguirre

UNIVERSIDAD DE CHILE: Jhonny Herrera; Magalhaes, González, Suarez e Rojas; Pereira, Espinoza (Martínez, 28/2ºT), Lorenzetti e Maxi Rodriguez (Benegas, 42/2ºT); Canalles e Ubilla (Cortés, 35/2ºT). Técnico: Martín Lasarte