icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/07/2014
20:12

Após marcar um dos sete gols da Alemanha na histórica goleada sobre o Brasil e consagrar-se como maior artilheiro de todas as Copas, Miroslav Klose mostrou-se surpreso com o elástico placar do jogo desta terça-feira. O atacante alemão, no entanto, fez questão de enaltecer a qualidade e a união de sua seleção, "esculpida" lá no longínquo ano de 2009.

– Eu não estou acreditando muito. É difícil acreditar depois que vivenciamos isso tudo. Acho que começamos muito bem e estávamos todos juntos, jogando como equipe. Somos harmoniosos. Isso já vivenciávamos nos treinos. Somos uma unidade. Isso já descrevemos nos gramados – exaltou o camisa 11.

Ao ser questionado sobre o "apagão" brasileiro entre os minutos 23 e 29, quando os alemães anotaram quatro gols, Klose voltou a elogiar o trabalho desenvolvido extra-campo pela seleção da Alemanha. Segundo o atacante, o estudo feito pelos germânicos a respeito do Brasil foi o grande responsável pelo triunfo.

– O que aconteceu é que analisamos nosso adversário e reagimos bem. Já havia dito que estávamos colhendo aquilo que plantamos. Toni (Kroos), por exemplo, é um ótimo jogador que alcança aquilo que propõe – comentou o goleador, citando o meia alemão autor de dois gols nesta terça e eleito o melhor jogador da partida pela Fifa.

Klose, Kroos e os demais alemães voltam a campo no próximo domingo, no Maracanã, na final da Copa do Mundo. O adversário da Alemanha será conhecido nesta quarta, após o duelo entre Argentina e Holanda.