icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2013
11:35

Quem vencer não celebrará um título, mas um triunfo pode significar um alento na luta contra o rebaixamento. O clima será de decisão. Em situações complicadas no Campeonato Brasileiro, Criciúma e Ponte Preta se enfrentam neste domingo, a partir das 19h30, no Heriberto Hülse, em duelo válido pela 32ª rodada da competição e que vem sendo encarado como "o jogo do ano".

Quem deixou claro a importância do jogo foi Argel Fucks, técnico do Criciúma. A equipe catarinense ocupa a 19ª posição com 32 pontos, enquanto que o rival deste domingo é o 17º com 33. Um revés para a Ponte Preta pode deixar o Tigre mais distante de uma fuga da zona do descenso.

– Sem dúvida é o jogo do ano. Se nós não conseguirmos a vitória nesse momento, as coisas vão ficar muitos difíceis, vão se complicar muito. Sabemos da dificuldade, a responsabilidade é a mesma, como sempre foi desde o dia que nós chegamos aqui. Cada jogo que nós fizemos sempre foi uma decisão. Agora essa é uma oportunidade única – disse o treinador, em entrevista coletiva, antes de destacar a necessidade de apoio da torcida do Criciúma:

– Precisamos do resultado e contamos principalmente com o apoio do nosso torcedor, esperamos o estádio lotado e que o torcedor possa jogar junto, como sempre fez, que possam dar um voto de confiança para esses jogadores.

E para o duelo contra a Ponte, o Criciúma terá novidades. O lateral-direito Sueliton e o volante Henik terão de cumprir suspensão automática. Com isso, Argel promoverá a entrada de Ewerton Páscoa no meio e Ezequiel na lateral. O trunfo do Tigre está no ataque: Lins e Wellington Paulista somam 10 e seis gols, respectivamente, no Brasileirão.

ZONA DE REBAIXAMENTO PODE FICAR PARA TRÁS

A Ponte Preta se prepara para o jogo mais importante da semana. Muitos pensavam que seria contra o Vélez Sarsfield, na última quinta, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana. No entanto, o clube optou por priorizar o Campeonato Brasileiro e poupou alguns titulares na partida internacional – empate em 0 a 0. Se vencer o Criciúma e o Fluminense perder para o Flamengo, a Macaca já poderá sair nesta rodada da zona de rebaixamento.

O meia Adrianinho, um dos principais destaques do time, desgastado fisicamente, ficou como opção no banco de reservas e entrou apenas no segundo tempo. Já o volante Alef e o atacante Rildo sequer ficaram no banco visando o jogo contra o Criciúma. A expectativa é que os três jogadores retornem à equipe titular neste domingo.

No entanto, o técnico Jorginho não contará com força máxima. Os desfalques certos são o zagueiro Ferron, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e o atacante e artilheiro do time William, com uma lesão no músculo posterior da coxa - o atleta ficará de fora por pelo menos três jogos. Já o zagueiro César ainda é dúvida.

Ex-Tigre, o volante Baraka deixa de lado o desgaste físico e mantém o sonho de conquistar os objetivos nas duas competições.

– A equipe está disputando duas competições ao mesmo tempo e todos os jogos são finais para a gente. Estamos deixando o desgaste de lado e entrando focados em tirar a Ponte Preta dessa situação no Brasileiro e avançar na Sul Americana. Temos grandes profissionais aqui na preparação física que vão saber nos preparar bem para as partidas

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA X PONTE PRETA

Local: Estádio HeribertoHülse, em Criciúma (SC)
Data-hora: 2/11/2013 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Pablo Almeida da Costa (MG)

CRICIÚMA: Galatto; Ezequiel, Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Marlon; Ewerton Páscoa, João Vitor, Ricardinho e Ivo; Lins e Wellington Paulista – Técnico: Argel Fucks.

PONTE PRETA: Roberto, Artur, Betão, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Alef, Fellipe Bastos e Adrianinho; Rildo e Leonardo (Rafael Ratão) – Técnico: Jorginho.