icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
21/07/2013
12:35

Neste domingo, às 16h, contra o Atlético-PR, em Curitiba, o Corinthians, enfim, levará a campo algo que foi tão fundamental nas últimas conquistas: cabeça no lugar. Os troféus do Brasileiro-11, da Libertadores-12, do Mundial-12, do Paulistão-13 e da Recopa-13 só fazem parte do Memorial do clube porque jogadores e comissão técnica tiveram foco nesses objetivos.

Uma virtude que, nitidamente, faltou nas sete primeiras rodadas da atual edição do Brasileiro. E dois foram os motivos para isso. A começar pelos cinco primeiros jogos, disputados à espera de descanso.

E MAIS:
> Maldonado volta a jogar como titular após um ano e cinco meses
> Corinthians encara Atlético-PR com Maldonado, Pato e Renato Augusto
> Guilherme supera pressão 'chata' e já tem números similares aos de Paulinho

Após as decisões diante de Boca Juniors (pela Libertadores) e Santos (pelo Paulistão), a parada pela Copa das Confederações foi alardeada como fundamental para a retomada do padrão tático e técnico. Com isso, o que se viu foi uma equipe sem foco, um tanto quanto desinteressada na busca pelos três pontos. E o resultado disso não poderia ser diferente: seis pontos em 15 disputados. A saída para “férias” foi com cinco pontos a menos do que a previsão inicial de Tite e diretoria.

Após a Copa das Confederações, o foco do Corinthians foi ...a Recopa. Os dois confrontos com o rival São Paulo ficaram em primeiro plano por mais de duas semanas. Resultado: apenas 50% dos pontos disputados. Vitória sobre o Bahia e derrota para os reservas do Atlético-MG.

Agora, sem nada no paralelo, com apenas o Brasileirão como objetivo, o Corinthians “iniciará” a competição em busca do Hexa. A promessa é de que foco não faltará a partir de agora. Hoje, em Curitiba, a primeira prova de que isso é a pura verdade.

Motivos da falta de foco no Brasileirão-13

Parada / Seleção
Botafogo (1x1), Goiás (1x1), Ponte Preta (1x0), Cruzeiro (0x1) e Portuguesa (0x0). Esses foram os jogos e os resultados do Corinthians no Brasileirão-13 antes da parada para Copa das Confederações. Seis pontos em 15 disputados e apenas 40% de aproveitamento. O foco naquele momento era descanso, não as vitórias.

Recopa
Fim da Copa das Confederações. E, logo de cara, aquela que seria motivo do maior foco do elenco alvinegro: Recopa. A disputa sul-americana contra o rival São Paulo foi o primeiro jogo depois do torneio das seleções. Vieram Bahia (2x0) e Atlético-MG (0x1), mas o foco já era a finalíssima. Veio o título. Agora, o BR-13!

Neste domingo, às 16h, contra o Atlético-PR, em Curitiba, o Corinthians, enfim, levará a campo algo que foi tão fundamental nas últimas conquistas: cabeça no lugar. Os troféus do Brasileiro-11, da Libertadores-12, do Mundial-12, do Paulistão-13 e da Recopa-13 só fazem parte do Memorial do clube porque jogadores e comissão técnica tiveram foco nesses objetivos.

Uma virtude que, nitidamente, faltou nas sete primeiras rodadas da atual edição do Brasileiro. E dois foram os motivos para isso. A começar pelos cinco primeiros jogos, disputados à espera de descanso.

E MAIS:
> Maldonado volta a jogar como titular após um ano e cinco meses
> Corinthians encara Atlético-PR com Maldonado, Pato e Renato Augusto
> Guilherme supera pressão 'chata' e já tem números similares aos de Paulinho

Após as decisões diante de Boca Juniors (pela Libertadores) e Santos (pelo Paulistão), a parada pela Copa das Confederações foi alardeada como fundamental para a retomada do padrão tático e técnico. Com isso, o que se viu foi uma equipe sem foco, um tanto quanto desinteressada na busca pelos três pontos. E o resultado disso não poderia ser diferente: seis pontos em 15 disputados. A saída para “férias” foi com cinco pontos a menos do que a previsão inicial de Tite e diretoria.

Após a Copa das Confederações, o foco do Corinthians foi ...a Recopa. Os dois confrontos com o rival São Paulo ficaram em primeiro plano por mais de duas semanas. Resultado: apenas 50% dos pontos disputados. Vitória sobre o Bahia e derrota para os reservas do Atlético-MG.

Agora, sem nada no paralelo, com apenas o Brasileirão como objetivo, o Corinthians “iniciará” a competição em busca do Hexa. A promessa é de que foco não faltará a partir de agora. Hoje, em Curitiba, a primeira prova de que isso é a pura verdade.

Motivos da falta de foco no Brasileirão-13

Parada / Seleção
Botafogo (1x1), Goiás (1x1), Ponte Preta (1x0), Cruzeiro (0x1) e Portuguesa (0x0). Esses foram os jogos e os resultados do Corinthians no Brasileirão-13 antes da parada para Copa das Confederações. Seis pontos em 15 disputados e apenas 40% de aproveitamento. O foco naquele momento era descanso, não as vitórias.

Recopa
Fim da Copa das Confederações. E, logo de cara, aquela que seria motivo do maior foco do elenco alvinegro: Recopa. A disputa sul-americana contra o rival São Paulo foi o primeiro jogo depois do torneio das seleções. Vieram Bahia (2x0) e Atlético-MG (0x1), mas o foco já era a finalíssima. Veio o título. Agora, o BR-13!