icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2014
07:06

Na última quarta-feira, o goleiro Rogério Ceni soltou o verbo e fez críticas duras à Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Depois da vitória do São Paulo sobre o Bahia por 2 a 0, o capitão e ídolo da torcida tricolor disse que a entidade tem de parar de pensar só "nela mesma" e em lucro. Ceni enfatizou que é preciso pensar mais em ajudar os clubes que não estão em boas condições financeiras e cobrou até ações da presidente Dilma Roussef.

- A CBF é extremamente rica e nada é feito. A CBF deveria pensar menos em si, em lucrar, e mais nos clubes, que estão em uma pindaíba desgraçada. Quem sabe agora, com campanha, a presidente não tenta se mexer um pouco. Em época de eleição, as pessoas acabam se mexendo - disse o goleiro.

Ceni continuou as críticas dizendo que as pessoas que comandam o futebol brasileiro precisam entender um pouco mais sobre o assunto. O camisa 1 do São Paulo ressaltou que é preciso de uma oxigenação no setor e que não adianta fazer mudanças pontuais. O arqueiro utilizou a goleada sofrida para Alemanha por 7 a 1, na Copa do Mundo. para exaltar a necessidade de mudanças vindas "de cima".

 - Quem está no comando deveria entender um pouquinho mais de futebol. É preciso oxigenar todos os setores. Não adianta só mudar técnico, esse ou aquele jogador. A derrota foi reflexo do nível dos times da Alemanha e do Brasil. Eu até acho a Alemanha superior, mas a diferença não é desse tamanho. Agora, as mudanças no futebol precisam vir de cima para baixo, de quem está no poder. Aqui, tem isso de se perpetuar, essa mania do brasileiro levar vantagem em tudo - completou.

O goleiro tricolor, que marcou seu 118º gol da carreira contra o Bahia, voltará a campo neste sábado, contra a Chapecoense, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Relembre: Ceni fala de polêmica com Ney Franco