icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/11/2014
19:26

No quinto jogo da Holanda depois da Copa do Mundo, a seleção somou seu quarto tropeço. Em Amsterdã, a Laranja Mecânica recebeu o México, rival das oitavas de final do Mundial, e perdeu por 3 a 2, em jogo que foi encarado pela Tri como uma revanche. A única vitória dos europeus depois do torneio foi contra o Cazaquistão. O técnico Guus Hiddink fica ainda mais ameaçado.

O México abriu o placar ainda nos primeiros minutos da partida. O meia Hector Herrera tocou para Carlos Vela, que está em processo de retorno à seleção mexicana e acertou um forte disparo da entrada da área. Krul não alcançou.

No segundo tempo, enfim o empate da Holanda. A bola veio pelo alto para Sneijder, que dominou e acertou um lindo chute de muito longe, também sem chances para Ochoa. Mais tarde, Corona tocou para Vela, que fugiu da marcação holandesa, invadiu a área e chutou cruzado para colocar o México na frente novamente. Pouco depois, Chicharito recebeu já na entrada da área, driblou Krul e fez o terceiro. Na reta final, Blind diminuiu.

Chicharito marcou o terceiro gol da Holanda (Foto: Emmanuel Dunand/AFP)

Com o tropeço, o técnico Guus Hiddinnk fica ainda mais na corda bamba. O treinador chegou a admitir que entregaria o cargo se perdesse o seu próximo jogo competitivo, que é neste domingo. Também em Amsterdã, a seleção pega a Letônia pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2016.

Pelo lado do México, o resultado fica praticamente como uma vingança pela Copa do Mundo. Nos dias que anteceram o jogo, a própria seleção, por meio de suas redes sociais, lembrou do polêmico pênalti em cima de Robben no Mundial - a Laranja acabou passando e ficou na terceira posição.