icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/11/2013
17:34

Mesmo com a lesão que deve tirar Messi dos gramados por cerca de dois meses, ele continua recebendo elogios dos companheiros. E desta vez eles são até com um ar de religião. Primeiro, Busquets disse que gostaria de reencarnar no jogador em sua próxima vida. Agora, foi a vez de Valdés, goleiro do Barcelona, colocar um ar sagrado no companheiro.

- Messi é Deus, é o melhor e será sempre, por tudo o que deu à equipe e pelo que me fez aproveitar como companheiro. Para mim, o Barcelona sempre vai depender dele, pois é o melhor do mundo - disse Valdés durante evento beneficente em que participou e divulgou uma doação significativa às crianças da cidade de Gavà:

- Vejo ele triste. Nós, jogadores, por defeito, somos egoístas, e não entendemos às vezes os motivos de não podermos entrar em campos. Conhecendo Messi e sabendo de sua atitude vencedora, não tenho dúvidas de que está fazendo sua parte.

Valdés já adiantou que vai deixar o Barcelona ao fim da temporada, e muitos nomes têm sido especulados para substituí-lo, principalmente os de Ter Stegen, do Borussia Mönchengladbach, e Pepe Reina, do Liverpool, que está emprestado ao Napoli. Mas para ele, Jordi Masip, da base, deve ser o escolhido. Ele lembra que em sua juventude, o seu treinador tinha Enke e Bonano, que chegaram badalados, mas não foram utilizados.

- Um dia, um louco que se chamava (Louis) Van Gaal apostou em um garoto que era eu, virou para mim e disse que eu ia jogar. Eu ficaria muito contente se no fim, um goleiro da casa me substituísse - concluiu Valdés.