icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/07/2013
09:29


Denilson não viajou com o elenco do São Paulo para Salvador, mas logo ficou sabendo da confusão ocorrida no aeroporto, quando a delegação se preparava para embarcar de volta para a capital paulista. Membros da principal organizada do clube foram cobrar os atletas e o clima esquentou depois do oitavo jogo consecutivo sem vitória são-paulina.

- Fiquei sabendo do que tinha acontecido no aeroporto. É chato porque o resultado não vem e aí não vêm títulos. Cada jogo que passa é uma coisa, mas a gente não tira a razão do torcedor. O torcedor está indo nos apoiar e as coisas não acontecem como queremos. O torcedor age por emoção, porque quer que a gente conquiste os resultados. A gente vai passar dessa situação - afirmou o camisa 15, que estava lesionado.

Para reverter a situação, Denilson sabe que a equipe precisa voltar a vencer. E um triunfo nesta quarta-feira pode garantir um título internacional. O Tricolor enfrenta o Corinthians, no Pacaembu, pela decisão da Recopa Sul-Americana. No primeiro jogo, derrota por 2 a 1. Agora, qualquer vitória por um gol de diferença leva a decisão para a prorrogação. Se a margem no placar for maior, a taça é são-paulina.

Denilson será titular contra o Corinthians (Fotos: LANCE!Press)

Nas últimas duas partidas, o São Paulo chegou a abrir o placar, mas acabou levando a virada tanto para o Bahia (2 a 1, no Morumbi), como para o Vitória (3 a 2, no Barradão). Fato que mostra o desequilíbrio emocional do time.

- Primeiramente temos que estar de bem com nós, com nosso psicológico. É o que está contando. Oito jogos sem vitória vai ficando difícil, a gente trabalha e as coisas não acontecem da forma que a gente quer. O psicológico é o primeiro ponto que temos de estar bem para conquistar o titulo na quarta - analisou Denilson.


Denilson não viajou com o elenco do São Paulo para Salvador, mas logo ficou sabendo da confusão ocorrida no aeroporto, quando a delegação se preparava para embarcar de volta para a capital paulista. Membros da principal organizada do clube foram cobrar os atletas e o clima esquentou depois do oitavo jogo consecutivo sem vitória são-paulina.

- Fiquei sabendo do que tinha acontecido no aeroporto. É chato porque o resultado não vem e aí não vêm títulos. Cada jogo que passa é uma coisa, mas a gente não tira a razão do torcedor. O torcedor está indo nos apoiar e as coisas não acontecem como queremos. O torcedor age por emoção, porque quer que a gente conquiste os resultados. A gente vai passar dessa situação - afirmou o camisa 15, que estava lesionado.

Para reverter a situação, Denilson sabe que a equipe precisa voltar a vencer. E um triunfo nesta quarta-feira pode garantir um título internacional. O Tricolor enfrenta o Corinthians, no Pacaembu, pela decisão da Recopa Sul-Americana. No primeiro jogo, derrota por 2 a 1. Agora, qualquer vitória por um gol de diferença leva a decisão para a prorrogação. Se a margem no placar for maior, a taça é são-paulina.

Denilson será titular contra o Corinthians (Fotos: LANCE!Press)

Nas últimas duas partidas, o São Paulo chegou a abrir o placar, mas acabou levando a virada tanto para o Bahia (2 a 1, no Morumbi), como para o Vitória (3 a 2, no Barradão). Fato que mostra o desequilíbrio emocional do time.

- Primeiramente temos que estar de bem com nós, com nosso psicológico. É o que está contando. Oito jogos sem vitória vai ficando difícil, a gente trabalha e as coisas não acontecem da forma que a gente quer. O psicológico é o primeiro ponto que temos de estar bem para conquistar o titulo na quarta - analisou Denilson.