icons.title signature.placeholder RODRIGO CERQUEIRA
21/06/2014
13:03

A Espanha se prepara para seu último jogo na Copa do Mundo do Brasil, na próxima segunda-feira, contra a Austrália, na Arena da Baixada. Depois das derrotas para Holanda (5 a 1) e Chile (2 a 0), que custaram a eliminação da campeã mundial, o técnico Vicente del Bosque evitou anunciar mudanças na equipe e um possível time para o jogo em Curitiba. Porém, no treinamento deste sábado no CT do Caju, o comandante montou duas equipes, sendo uma delas a mais provável para entrar em campo.

Del Bosque dividiu o grupo em um time com camisa preta e outro com colete rosa e fez um mini-coletivo. O time que vestiu a cor escura é o que deve começar jogando contra a Austrália: Pepe Reina, Azpilicueta, Javi Martínez, Sergio Ramos e Jordi Alba; Xabi Alonso, Iniesta e David Silva; Pedro, Fernando Torres e Diego Costa.

Destaques para a manutenção na equipe do volante Xabi Alonso, que foi alvo de enorme polêmica ao afirmar que faltou "fome" aos jogadores espanhóis na Copa do Mundo do Brasil - foi retrucado por vários no grupo -, e para a permanência de Diego Costa. Casillas foi o goleiro do time reserva, mas sua titularidade não está descartada.

Jogadores da Espanha disputam um mini-coletivo (Foto: Rodrigo Cerqueira)

Quase no fim do treino, porém, Del Bosque trocou Xabi Alonso por Fàbregas. Esta seria uma formação pouco provável, pois a equipe ficaria sem volante, com jogadores ofensivos no meio de campo.

Em coletiva "surpresa" realizada nesta sexta-feira em Curitiba, Del Bosque deixou claro que, apesar da eliminação na fase de grupos na Copa, ele trata o jogo contra a Austrália como uma partida "normal", na qual sua equipe entrará em campo para vencer. Logo, colocará na Arena da Baixada o que for o melhor para a Fúria nesta ocasião:

- Vamos escalar pensando em qual é a melhor equipe possível, também levando em conta os jogadores que ainda não jogaram. Mas teremos uma equipe competitiva.

A equipe reserva do treino teve apenas dez jogadores. Piqué, que participou das atividades táticas, deixou o treinamento antes do mini-coletivo com dores musculares. A escalação foi: Casillas, Juanfran, Busquets, Albiol e Koke; Xavi, Cazorla, Fàbregas e Juan Mata; David Villa.