icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/11/2014
11:22

O técnico Vicente Del Bosque garante que a decisão de não convocar Diego Costa para a Espanha foi somente dele e não um pedido do atacante ou do Chelsea. E usou como exemplo o que o próprio hispano-brasileiro disse a ele no último contato entre os dois. Para o comandante da Roja, o jogador dos Blues fez um pedido.

 - Não devemos forçar quando o jogador não se sente bem, mas ele foi o primeiro a pedir para não nos esquecermos dele na próxima convocação, em fevereiro. Diego Costa não tem estado 100% conosco, mas não podemos dizer que não tenha mostrado entusiasmo. Esteve sempre com vontade de jogar. Tivemos pouca sorte, ele acabou como escravo da nossa falta de jogos - pontuou Del Bosque, em entrevista à rádio "Onda Cero".

Diego Costa chegou a ser pivô de uma forte discussão entre Vicente Del Bosque e José Mourinho pela imprensa. O técnico do Chelsea acusou o comandante da seleção espanhola de não cuidar bem do jogador e obrigá-lo e jogar duas partidas em um período de três dias, agravando uma lesão do hispano-brasileiro.