icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/02/2015
09:00

Com 100% de aproveitamento (três vitórias, em três partidas), o Fluminense é o melhor time do Campeonato Carioca e lidera a competição. Apesar do bom retrospecto, nem tudo é motivo de comemoração nas Laranjeiras. A defesa não vem muito bem, já que levou três gols, um em cada jogo, contra equipes de menor expressão. Maior prova disso é que o técnico Cristovão Borges indicou uma mudança no setor: a entrada de Guilherme Mattis na vaga de Victor Oliveira. Mas, se a zaga não vai bem, o ataque tem feito a diferença e serve de exemplo para o time.

Ao todo, a equipe tricolor marcou oito gols no Estadual. Em ótima fase, o capitão Fred marcou a metade deles e já é o artilheiro isolado da competição.

Um dos responsáveis pela contenção da equipe tricolor, o volante Edson explicou que a diferença entre os extremos da equipe acontece pelo estilo de jogo mais ofensivo.

– O nosso time fica aberto às vezes. Nosso perfil é de agredir o adversário a todo momento. Como o Jean chega muito bem na área, ele fica mais responsável por auxiliar o ataque. Mas vou procurar dar uma proteção a mais para o pessoal ali atrás – destacou Edson.

Ainda sobre a defesa, o volante destacou que o retorno de Guilherme Mattis ao time vai ajudar em pontos específicos, sem desmerecer o jovem Victor Oliveira, que deixa a equipe titular.

– Ele (Mattis) e o Henrique já se conhecem. Jogaram juntos no ano passado. Com ele nós ganhamos também na bola parada, mas o Victor é outro grande jogador – afirmou o volante tricolor.

O ataque funciona bem e tem salvado a defesa. Mas o tricolor espera que a troca dê jeito na zaga.