icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/12/2013
16:31

O Fluminense entrou no Campeonato Brasileiro para defender o título de 2012 e termina a competição com grandes riscos de rebaixamento. O time, que perdeu seu principal astro, Fred em boa parte do disputa por lesão, teve três técnicos - Abel Braga, Luxemburgo e Dorival Junior - e não conseguiu em nenhum momento engrenar. O LANCE!Net listou razões para a péssima trajetória tricolor. Confira abaixo: 

INVESTIMENTO

O Fluminense contratou Felipe, Rhayner, Wellington Silva e Monzón, porém o investimento foi baixo, afinal, o Tricolor carioca só utilizou o dinheiro em Wellington Silva, pelo qual entrou em leilão com o Flamengo.

AS DECEPÇÕES 

Jean começou o ano com a confiança de Mano Menezes na Seleção Brasileira, porém, assim como o Fluminense, o volante caiu de produção e, desde então, nunca mais jogou da maneira como a torcida do Tricolor estava acostumada a vê-lo jogar. Fred jogou muito pouco em 2013. O camisa 9 se destacou apenas na Seleção Brasileira, pela qual foi campeão da Copa das Confederações, porém, no Tricolor, tem amargado um longo período de lesões e pouco contribuiu com a equipe. É o pior ano de Fred com a camisa da equipe carioca.

O zagueiro Leandro Euzébio, titular nos dois títulos brasileiros do Flu, em 2010 e 2012, conviveu com um temporada cheia de falhas e chegou a perder a vaga para Anderson durante algumas rodadas do Brasileirão. Edinho ainda é um dos líderes do elenco, porém também fez um ano abaixo da média e chegou a perder a vaga para Valencia, mas, com a lesão do colombiano, voltou ao time, mesmo sob critícas da torcidatricolor.

JOGADORES QUE SE SALVARAM

O goleiro Diego Cavalieri começou a temporada sem muito destaque, apesar das convocações para a Seleção Brasileira, porém, com o ano ruim do Fluminense, destacou-se salvando a equipe em muitas partidas e jogando na reta final no sacríficio. Já Rafael Sobis era reserva de Fred no início da temporada, mas a lesão do camisa 9 abriu espaço para Sobis que se destacou no Brasileirão e virou o artilheiro do Fluminense na temporada com 16 gols. Carlinhos vivia um dos melhores momentos da sua passagem pelo Fluminense até se machucar no dia 2 de outubro, no empate diante do Botafogo por 1 a 1, e Biro Biro subiu recentemente das categorias de base e alternou bons e maus jogos, porém tem jogado de titular e feito gols.

FATORES QUE EXPLICAM O MAU DESEMPENHO 

O Fluminense conviveu com muitas perdas em 2013. Foram três técnicos (Abel Braga, Vanderlei Luxemburgo e Dorival Júnior), muitos jogadores vendidos e nenhuma reposição à altura. Raramente entrou em campo com o time completo em função de inúmeras lesões que afastaram os jogadores por um longo período como Valencia, Fred, Bruno e Carlinhos.

O QUE MUDARÁ PARA 2014

Independente da queda ou permanência, Conca chegará ao Fluminense em 2014 com status de maior contratação do ano, de acordo com a própria diretoria do Tricolor. Ainda sem depender de qual divisão jogará na próxima temporada, a diretoria do Flu já afirmou que o elenco sofrerá uma grande reformulação e jogadores renomados deverão sair.

COM A PALAVRA
GUILHERME ABRAHÃO 
REPÓRTER DO NÚCLEO FLUMINENSE

'Decepção é pouco para o que fez o Fluminense'

O Campeonato Brasieliro que o Fluminense fez é digno de esquecer e nem constar nos autos quando for pesquisar a história do clube na competição. Talvez tenha sido mais vexatório dos que os rebaixamentos em 1996 , 1997 e 1998, já que naquela época o Flu não tinha dinheiro, não tinha um time bom, não tinha o mínimo de estrutura...Tudo o que faltou naqueles anos, não faltou em 2013. Tudo bem, que a equipe sofreu com os problemas das penhoras, os salários atrasaram, mas o Fluminense tinha uma elenco estrelado. Acho que o erro no planejamento veio no inicio do ano, quando o clube preferiu manter quase toda a base que venceu o Nacional do ano passado e contratou poucos jogadores e nenhum com alguma efetividade. Nem Felipe, nem Rhayner, nem Wellington Silva, nenhum deles vingou. Sem contar os destaques de 2012, como Jean, que fez um ano muito ruim e Fred que só jogou pela Seleção. No Flu, quando esteve em campo foi mal e se machucou gravemente. Para completar, a diretoria vendeu Thiago Neves e Wellington Nem e não teve peças de reposição. A aposentadoria de Deco nem pode ser lamentada, afinal o Mago já vinha convivendo mais no departamento médico do que no campo. Porém, o grande erro, foi demitir Abel Braga e contratar Luxemburgo. Ali, o Flu afundou. Com Abelão duvido que aspirasse algo grande no Brasileiro, mas também duvido que chegaria na última rodada nesta situação tão crítica.