icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
26/06/2014
15:20

Se depender de Paulo Henrique Ganso, o meia Kaká será muito bem-vindo ao São Paulo no restante da temporada. Companheiro de posição, o meia titular da equipe de Muricy Ramalho se declarou fã do jogador e disse que ele ajudará muito o time caso seu retorno se concretize. No segundo semestre, o Tricolor continuará disputando o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

- Seria um meio de muita qualidade. Será muito bem recebido, é a casa dele aqui, sabe que sempre vai se sentir em casa. Se vier, vai nos ajudar muito. É o cara que  toco a bola redonda e ela volta redonda. Foi melhor do mundo, sou fã dele, do futebol dele. Vai nos ajudar muito se vier - disse Ganso.

Na semana passada, na Arena Corinthians, durante a partida entre Inglaterra e Uruguai válida pela Copa do Mundo, o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, afirmou ao LANCE!Net que o acerto com Kaká já estava feito e que faltava apenas a parte do Milan (ITA) - clube que o jogador tem contrato - para repatriar o jogador.

O vice-presiedente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, por sua vez, discordou do mandatário máximo tricolor e disse que a situação para a volta do jogador não é tão simples como Aidar disse.

Apesar de ter uma cláusula no contrato com o clube italiano dizendo que a não classificação para a Champions League permite a liberação imediata, sem custos, o alto salário do jogador seria um empecilho. Ele ganha aproximadamente R$ 2 milhões por mês.  Segundo o L!Net apurou, Kaká acertou com o Orlando City, mas como o clube americano só vai participar de competições em 2015, ele ficaria no São Paulo por cerca de seis meses. O clube, porém, não quer ter nenhum gasto durante esse período.

Enquanto a novela rolava (e ainda rola), Ganso e o elenco tricolor estão em Orlando, nos Estados Unidos, durante a paralisação do Campeonato Brasileiro. O período serviu para os jogadores não perderem o ritmo enquanto acontece a Copa do Mundo. Todos voltarão ao Brasil no dia 28.