icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
11/03/2014
08:04

Revelação das categorias de base do Santos, o atacante Moraes é lembrado pelo torcedor alvinegro até hoje, mesmo que sua última partida pelo clube tenha sido realizada há seis anos. Tudo porque, em 2007, ele foi acionado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo no segundo tempo da final do Campeonato Paulista, disputada entre Santos e São Caetano. Com um gol marcado aos 36 minutos, Moraes conquistou espaço de destaque nos pôsteres dos últimos títulos do Peixe, que levou o bi do Estadual naquela oportunidade.

Restando apenas duas rodadas para o encerramento da primeira fase do Paulistão de 2014, outro atacante busca o rótulo de "herói" da equipe alvinegra: Leandro Damião. Da tumultuada Ucrânia, onde defende o Metalurg Donetsk há dois anos, o ex-santista apoia o atual camisa 9, contratado em janeiro por R$ 42 milhoões.

- Fiz parte de um time campeão e marquei meu nome na história do clube por causa daquele gol de 2007. O Damião pode, sim, fazer o mesmo e marcar o nome dele também. Ele é um grande jogador, tem uma qualidade impressionante. Ainda acompanho o Santos de longe e percebo que ele está chegando perto do seu ideal. Tenho certeza que ele ainda vai ajudar o Santos muito mais - confiou Moraes, ao LANCE!Net.

Ainda como jogador do Peixe, Moraes chegou a ser emprestado a Ponte Preta e Santo André, mas não se firmou. O atacante encontrou mesmo a felicidade e o sucesso no futebol europeu, onde atuou em três países diferentes: Romênia (Gloria Bistrita), Bulgária (CSKA Sofia) e Ucrânia (Metalurg Donetsk). Mesmo com as constantes propostas para se naturalizar a um dos países do leste europeu, o jogador de 26 anos pensa é em voltar ao Brasil, ainda mais diante da situação política caótica que vive a Ucrânia.

- Eu, pessoalmente, saí cedo do clube, mas até hoje sou lembrado porque fui decisivo naquela final de Campeonato Paulista. Foi um momento marcante, mas agora estou construindo minha história em outro lugar, no Metalurg Donetsk, da Ucrânia. Inclusive, temos uma situação muito delicada no país, espero que as coisas se acertem logo. Pretendo continuar minha carreira na Europa, e quem sabe um dia voltar a jogar no Brasil - diz Moraes, sem data marcada para o retorno.

Por um importante gol marcado sobre o São Caetano, que deu o título paulista de 2007 ao Santos, Moraes é lembrado até hoje pela torcida alvinegra, que costuma lhe abordar nas ruas da cidade quando ele passa férias por lá. Alguns anos e muitos milhões depois, Leandro Damião é a esperança para resolver o Paulistão. Conseguirá?