icons.title signature.placeholder Vinícius Perazzini
20/06/2014
17:52

Com duas vitórias seguidas contra duas potências do futebol mundial (Uruguai e Itália), a Costa Rica chamou a atenção do mundo do futebol. E talvez isso tenha motivado a Fifa a tomar uma atitude no mínimo estranha. Sete jogadores dos Ticos foram convocados para o antidoping, enquanto apenas três italianos foram para o exame, nos vestiários da Arena Pernambuco, em Recife.

O apoiador Bryan Ruiz, autor do gol da vitória por 1 a 0 na tarde desta sexta-feira, criticou a decisão, mas afirmou que nada pode fazer contra isso.

- Me parece um pouco estranho, mas não podemos fazer nada a respeito. Não temos o que esconder. Talvez, não creiam no que fizemos. Surpreende um pouco tudo isso, mas não podemos fazer nada a respeito - resignou-se.

De acordo com a Fifa, numa mensagem postada no Twitter, cinco jogadores foram testados pois ainda não haviam finalizado o teste pré-copa, realizado em 800 jogadores - 91,5% dos inscritos, contando a pré-lista com 30 jogadores. Os outros dois realizaram os exames normais pós-jogo.

*Atualizado às 18h41