icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/07/2014
17:57

A decepção pela eliminação ainda na primeira fase da Copa do Mundo resultou em protestos que chegaram a uma "chuva de preservativos" em frente à sede da União de Futebol da Rússia. A insatisfação da torcida é, principalmente, contra o técnico Fábio Capello, e contra quem o apoia no comando da seleção.

O italiano segue à frente da equipe visando a Eurocopa de 2016, na França, e a Copa do Mundo de 2018, que será realizada na própria Rússia. A expectativa da população para o Mundial deste ano era boa até pelo nível do Grupo H, que tinha, além da Rússia, e da cabeça de chave Bélgica, as pouco tradicionais Argélia e Coreia do Sul.

Apesar do desempenho abaixo do esperado, é bem verdade que o experiente goleiro Igor Akinfeev falhou em momentos cruciais, como no jogo de estreia, contra a Coreia do Sul, quando soltou bola que já estava em seu domínio.