icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/04/2014
19:14

Maior nome do UFC na atualidade, Jon Jones tem sido alvo de diversos lutadores da organização. Mas um tem chamado a atenção em especial: Phil Davis. Número quatro no rankingo oficial dos meio-pesados, o americano tem feito inúmeras provocações ao atual campeão da categoria. Escalado para enfrentar Anthony Jhonson no UFC 172, que acontece no dia 26 de abril, em Baltimore (EUA), mesmo show em que Jones defende seu título contra Glover Teixeira, Davis disparou mais uma vez afirmando não ter certeza de que Jon enfrentará o brasileiro.

Segundo Phil, "ainda não é tarde demais para Jon sair do confronto". O americano chegou a garantir que está pronto para disputar o cinturão interino dos meio-pesados caso Jones dê para trás por algum motivo.  

- Ele talvez não lute no UFC 172. Não é muito tarde para ele dar para trás nessa luta. Ele já fez isso antes. Só estou dizendo que a minha luta vai acontecer. Aparentemente, bater o desafiante número um não significa subir no ranking. Quero deixá-lo ciente de que estou pronto. Se ele tiver de sair dessa luta por qualquer razão que seja, estou preparado para enfrentar Glover Teixeira pelo cinturão interino - declarou o atleta, em entrevista ao USA Today Sports.

Sobre o confronto contra Johnson, que antecederá Jones x Glover, Davis garante estar evoluindo a cada dia durante seus treinamentos e promete uma finalização no combate.

- Definitivamente acho que estou me tornando um melhor trocador todos os dias na academia. É difícil dizer exatamente onde estou na divisão, mas muito em breve não haverá ninguém com quem eu não possa trocar golpes. Johnson tem habilidades muito boas a oferecer, técnicas muito apuradas, tem poder nas mãos, bons treinadores... Ele tem de estar preparado. Sinto que tenho mais do que ele em tudo. Vou tentar a finalização na luta, esse é sempre o objetivo. Nunca entrei numa luta pensando em não finalizar. Se eu fizesse isso seria um risco estúpido. Lutamos no nível mais alto, temos de calcular o risco. E no nível mais alto não se pode haver erro. Não vou decepcionar. Vou finalizar. Não sei como, mas haverá um fim. Não serão 15 minutos de luta - finalizou.