icons.title signature.placeholder RODRIGO CERQUEIRA
09/06/2014
23:29

Cotado para ser titular na estreia da Espanha na Copa do Mundo, dia 13, contra a Holanda, na Arena Fonte Nova, o meia David Silva, do Manchester City, é daqueles jogadores que joga em qualquer posição que o treinador pedir para poder estar em campo defendendo seu país. De fato, já foi meia, atacante, ponta, e até fez o papel de um falso camisa 9.

Nesta segunda-feira, após o primeiro treino da Espanha em Curitiba, no CT do Caju, David Silva deixou claro seu desejo de, enfim, ser um titular da seleção. Lembrou que esteve nos títulos das Euros de 2008 e 2012, e da Copa de 2010, e que está pronto para ajudar mais uma vez. Confira o que o jogador falou em entrevista coletiva.

1- Você está cotado para ser titular da seleção. Como prefere jogar, como atacante ou meia? E qual seria seu parceiro ideal?

R: É mais fácil para mim jogar atrás dos atacantes. Me encontro melhor jogando nesta posição. Mas é bom lembrar que aqui já joguei em várias posições (meia, atacante e falso camisa 9). Temos bons atacantes, com qualquer um é fácil jogar.

2- Dois adversários no grupo são considerados complicados: Holanda e Chile. Qual será o jogo mais complicado?

R: O primeiro é sempre fundamental. É o jogo-chave. Se ganharmos a primeira partida, damos um passo importante para a classificação. Mas vale lembrar que na Copa do Mundo de 2010 perdemos nosso primeiro jogo, e mesmo assim fomos campeões.


3: Você acha que será escalado na  estreia da Espanha na Copa?

R: Se for o melhor para a equipe estou preparado para jogar. Eu estive nas duas últimas Eurocopas e no Mundial (da África do Sul). E agora a titularidade é o treinador que decide. Se eu entrar, tentarei manter o bom nível.

4: O que a seleção da Espanha tirou de aprendizado da Copa das Confederações, quando a equipe ficou em Recife e Fortaleza?

R: Sabemos o ambiente que teremos. Mas há uma base importante aqui, não nos moveremos muito como no ano passado. E por conta disso estamos mais preparados.

5- Quais são suas recordações da Copa do Mundo?

R: São incríveis, porque fomos campeões em 2010. Temos que aproveitar todas as oportunidades que teremos.