icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/07/2013
14:25

A vitória da Seleção Brasileira sobre os Estados Unidos por 3 a 1 neste sábado foi uma boa oportunidade para Bernardinho testar algumas peças do grupo. Mas, para o ponteiro Lucarelli, em especial, a missão foi ainda mais importante.

Com a ausência do veterano Dante, poupado dos jogos deste fim de semana para a fase decisiva da Liga Mundial, coube ao novato, de 21 anos, ocupar um espaço maior da quadra na hora de recepcionar os saques adversários. De quebra, ele ainda foi o maior pontuador do Brasil, com 17 acertos.

- É importante esse tipo de teste para os ponteiros mais novos, principalmente o Lucarelli, que precisou se expor mais ao passe com a minha ausência. Ele se saiu muito bem - avaliou Dante.

O experiente jogador também guardou elogios a outro companheiro de posição: Maurício. O atleta do Sesi entrou no primeiro set no lugar de Thiago Alves, que não teve uma manhã feliz, equilibrou a recepção brasileira e ajudou o time verde-amarelo a sair do Maracanãzinho com mais uma vitória.

- O Maurício é um jogador fora de série. Sempre venho dizendo que ele é o futuro da Seleção - disse.

Neste domingo, o Brasil volta a enfrentar os americanos no Maracanãzinho, e a expectativa é de que novos testes sejam feitos, como no caso de Lipe. Na quarta-feira, a Seleção já enfrenta a Rússia pela fase final da Liga Mundial, que acontecerá em Mar del Plata, na Argentina.

A vitória da Seleção Brasileira sobre os Estados Unidos por 3 a 1 neste sábado foi uma boa oportunidade para Bernardinho testar algumas peças do grupo. Mas, para o ponteiro Lucarelli, em especial, a missão foi ainda mais importante.

Com a ausência do veterano Dante, poupado dos jogos deste fim de semana para a fase decisiva da Liga Mundial, coube ao novato, de 21 anos, ocupar um espaço maior da quadra na hora de recepcionar os saques adversários. De quebra, ele ainda foi o maior pontuador do Brasil, com 17 acertos.

- É importante esse tipo de teste para os ponteiros mais novos, principalmente o Lucarelli, que precisou se expor mais ao passe com a minha ausência. Ele se saiu muito bem - avaliou Dante.

O experiente jogador também guardou elogios a outro companheiro de posição: Maurício. O atleta do Sesi entrou no primeiro set no lugar de Thiago Alves, que não teve uma manhã feliz, equilibrou a recepção brasileira e ajudou o time verde-amarelo a sair do Maracanãzinho com mais uma vitória.

- O Maurício é um jogador fora de série. Sempre venho dizendo que ele é o futuro da Seleção - disse.

Neste domingo, o Brasil volta a enfrentar os americanos no Maracanãzinho, e a expectativa é de que novos testes sejam feitos, como no caso de Lipe. Na quarta-feira, a Seleção já enfrenta a Rússia pela fase final da Liga Mundial, que acontecerá em Mar del Plata, na Argentina.