icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/02/2015
20:15

Improvisado no ataque do Corinthians, o meia Danilo já projeta virar uma espécie de centroavante no futuro. Aos 35 anos, o meia conta que fazia a função no início da carreira, pelo Goiás. Ele atuou no Esmeraldino entre 99 e 2003.

- No Goiás, eu joguei várias vezes assim. Não parado como pivô, mas como atacante saindo para atuar pelos lados. É uma posição que eu penso em jogar no futuro. No meio de campo, a gente corre muito, tem de marcar... Mas isso é adaptação, treinamento, a gente vai melhorando isso aí com o tempo - afirmou o camisa 20 do Timão, em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

Danilo tem a preferência de Tite para substituir Guerrero no clássico desta quarta-feira diante do São Paulo, na Arena Corinthians, pela primeira rodada da fase de grupos da Libertadores. Ele, que já havia sido escolhido para o duelo diante do Once Caldas, na última quarta-feira, em Manizales (COL) iniciou o treino desta segunda-feira como titular. Na outra metade da atividade, Vagner Love entrou em seu lugar e também foi testado.

- São características diferentes. Sou um cara de mais toque de bola, enquanto o Vagner Love tem mais definição - analisou o meia corintiano.

Na entrevista, foi inevitável perguntar sobre o sucesso do jogador em Majestosos. De 2004 a 2006, Danilo atuou em sete clássicos com a camisa do São Paulo contra o Timão. Foram quatro vitórias, três empates e três gols feitos. Ele deixou o clube do Morumbi rumo ao Kashima sem ter perdido para o rival alvinegro. Pelo Corinthians, são 17 jogos, com oito vitórias, cinco empates e quatro derrotas. Ele marcou cinco gols, sendo os mais marcantes na goleada por 5 a 1, pelo Brasileirão de 2011, e na vitória por 2 a 0 na final da Recopa, em 2013.

- Eu tenho uma história muito bonita lá, fui vencedor e campeão, mas hoje estou no Corinthians e vou dar o máximo para que a gente ganhe. Vou procurar entrar e dar o meu máximo - disse.

- Eu jogo igual todos os jogos, me preparo e me concentro da mesma forma. É coisa de Deus e vem dando certo. Espero que possa continuar assim - completou.