icons.title signature.placeholder João Pires
icons.title signature.placeholder João Pires
23/07/2013
15:45

Uma das estrelas da ginástica brasileira, Daniele Hypolito confirmou, nesta terça-feira, que encerrará sua carreira como atleta após disputar a Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro. Prestes a completar 29 anos, ela já pensa em melhorar a modalidade brasileira após se aposentar.

- Eu encaro a Olimpíada como o encerramento da minha carreira como atleta. Depois eu acredito que tenho um bom olho clinico para ajudar na ginástica brasileira, mas competindo será a última vez em 2016 mesmo - disse Daniele, que atendeu à reportagem do LANCE!Net em Curitiba.

A atleta deixou recentemente o Rio de Janeiro, após ser dispensada pelo Flamengo - o clube não conseguiu manter o investimento na modalidade - e treina atualmente em Curitiba, no Centro de Excelência de Ginástica (Cegin). Daniele não poupou elogios à estrutura fornecida pelo projeto da Federação Paranaense de Ginástica em parceria com o movimento LiveWright.

- No Rio não tem estrutura hoje, aqui (Curitiba) tem. Tinhamos uma estrutura boa no velódromo do Rio, que infelizmente não tem mais. O ginásio do Flamengo já tinha pego fogo mesmo e só tinha sobrado o velódromo. Aqui é muito bom não só pelo espaço, mas em termos técnicos também, já que temos três grandes treinadores aqui.

A partir da próxima quinta-feira (1), Daniele e as principais atletas brasileiras vão disputar o Campeonato Brasileiro de ginástica, que será disputado em Vitória (ES). Jade Barbosa, que também está treinando em Curitiba, sofreu uma leve torção nesta terça-feira e ainda não está confirmada na competição.

- Estou voltando de lesão agora e meu objetivo é apenas me apresentar bem neste Campeonato Brasileiro - concluiu Daniele Hypolito.

Uma das estrelas da ginástica brasileira, Daniele Hypolito confirmou, nesta terça-feira, que encerrará sua carreira como atleta após disputar a Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro. Prestes a completar 29 anos, ela já pensa em melhorar a modalidade brasileira após se aposentar.

- Eu encaro a Olimpíada como o encerramento da minha carreira como atleta. Depois eu acredito que tenho um bom olho clinico para ajudar na ginástica brasileira, mas competindo será a última vez em 2016 mesmo - disse Daniele, que atendeu à reportagem do LANCE!Net em Curitiba.

A atleta deixou recentemente o Rio de Janeiro, após ser dispensada pelo Flamengo - o clube não conseguiu manter o investimento na modalidade - e treina atualmente em Curitiba, no Centro de Excelência de Ginástica (Cegin). Daniele não poupou elogios à estrutura fornecida pelo projeto da Federação Paranaense de Ginástica em parceria com o movimento LiveWright.

- No Rio não tem estrutura hoje, aqui (Curitiba) tem. Tinhamos uma estrutura boa no velódromo do Rio, que infelizmente não tem mais. O ginásio do Flamengo já tinha pego fogo mesmo e só tinha sobrado o velódromo. Aqui é muito bom não só pelo espaço, mas em termos técnicos também, já que temos três grandes treinadores aqui.

A partir da próxima quinta-feira (1), Daniele e as principais atletas brasileiras vão disputar o Campeonato Brasileiro de ginástica, que será disputado em Vitória (ES). Jade Barbosa, que também está treinando em Curitiba, sofreu uma leve torção nesta terça-feira e ainda não está confirmada na competição.

- Estou voltando de lesão agora e meu objetivo é apenas me apresentar bem neste Campeonato Brasileiro - concluiu Daniele Hypolito.