icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/03/2014
15:47

A aparência é algo que importa para Daniel Alves. Mas, além do aspecto da moda, o lateral-direito da Seleção Brasileira leva muito em conta a imagem da equipe diante das rivais. Prova disso foi o discurso usado nesta terça-feira para valorizar o crescimento do Brasil sob o comando de Luiz Felipe Scolari. Indiretamente, sobrou até para Mano Menezes, hoje no Corinthians.

- A experiência de já ter disputado outras Copas ajuda. E a gente precisava desse respeito no banco de reservas. Precisávamos que as pessoas olhassem para o banco vissem um campeão. Hoje o grupo é dirigido por mais de um campeão do mundo - afirmou Dani, em coletiva, citando também o coordenador Carlos Alberto Parreira.

Na visão de Dani, Scolari teve a virtude de conseguir arrumar o time em cerca de um ano no comando, coisa que o antecessor não fez.

- Estava faltando uma constância nas convocações, ideias claras do que queríamos. Acho que, com a experiência do Felipão, ele conseguiu fazer isso num curto período de tempo. Isso nos ajudou, hoje, a obter respeito mundial. As pessoas olham o Brasil com respeito e isso não existia - completou o lateral.

Daniel Alves deve ficar na reserva durante a maior parte do amistoso de quarta-feira, contra a África do Sul, já que Felipão vai dar uma chance a Rafinha.