icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/11/2014
18:23

Depois do capítulo no qual Dominick Cruz precisou de pouco mais de dois anos fora de atividade para perder o posto de campeão dos galos, a maior organização de MMA do mundo tem mudado sua forma de agir e tratado de maneira rígida os campeões que se ausentam do octógono por muito tempo devido a lesões. E o próximo da lista a tomar cuidado com o tópico é Cain Velásquez. Em entrevista ao site oficial do UFC, Dana White explicou que caso o dono do cinturão dos pesados não volte a se apresentar até março de 2015, ele perderá seu título, tornando assim o vencedor de Fabricio Werdum x Mark Hunt, que acontece neste sábado, pelo UFC 180, na Cidade do México, o novo campeão absoluto.

A expectativa é a de que Velásquez volte ao octógono em março de 2015. O americano de ascendência mexicana estava escalado para defender seu cinturão contra Fabricio Werdum, neste sábado. Porém, uma lesão no joelho o tirou da disputa e colocou Mark Hunt em seu lugar. Dana White avaliou a ausência do campeão dos pesados, que não luta desde outubro do ano passado.

- Estamos indo nessa direção agora. Essa próxima luta no México é pelo cinturão interino. Então, se Cain não puder competir de novo, o vencedor dessa luta pode ser visto como o campeão - declarou o mandatário. 

O presidente do Ultimate ainda elogiou as últimas performances de Werdum no evento. Para o dirigente, o brasileiro é um perigo tanto na luta de solo quando trocando com o adversário em pé.

- Werdum é muito perigoso no chão. Todo mundo fala sobre o jogo de chão dele e ele talvez seja o melhor lutador de jiu-jitsu da divisão dos pesados, mas olhe o que ele fez com Travis Browne em pé. A trocação dele parece inacreditável - avaliou.