icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/04/2014
12:10

Com Anderson Silva se recuperando da lesão na perna esquerda e Georges Saint-Pierre afastado do MMA, os holofotes do UFC se voltaram para Jon Jones e Cain Velásquez. O campeão meio-pesado já declarou diversas vezes que pretende subir de divisão no futuro e uma superluta entre ele e o compatriota é muito aguardada pelos fãs.

Entretanto, no que depender do presidente do UFC Dana White, o confronto entre os campeões do Ultimate ainda está longe de acontecer. Em conversa com a imprensa na última terça-feira, o dirigente ressaltou que os lutadores já têm compromissos marcados e um duelo entre ambos não é prioridade agora.

- No momento, Cain Velásquez tem que lutar com Werdum, e Jon Jones com Gustafsson. Possivelmente Cormier depois, se ele vencer sua próxima luta, então tem uma sequência de adversários ainda. Outra coisa é que Jones tem 26 anos. Quando ele ficar mais velho, vai ter mais dificuldades de bater os 93 kg, então provavelmente vai subir para os pesos-pesados. Ainda não está na hora da superluta Cain x Jon Jones - comentou Dana, de acordo com o site americano "MMA Junkie".

Cain Velásquez já tem seu próximo compromisso agendado pelo UFC. O americano encara Fabricio Werdum no dia 15 de novembro, no primeiro evento da organização a ser realizado no México. Já Jones, embora ainda não tenha data marcada para seu retorno ao octógono, já tem Alexander Gustafsson definido como seu próximo desafiante.

Outra superluta bastante esperada pelos fãs do Ultimate é entre o campeão dos penas, José Aldo, e o campeão dos leves, Anthony Pettis. Porém, o americano já tem duelo marcado contra Gilbert Melendez, enquanto o brasileiro ainda aguarda a definição de seu próximo oponente.