icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2014
17:30

O presidente do UFC Dana White nunca escondeu o desejo de ter os melhores lutadores do mundo sob seu comando. Após inaugurar a categoria feminina, em 2013, agora o mandatário sonha com uma superluta e, para isso, precisa contratar a primeira mulher a fazer história no MMA neste gênero. Trata-se de Gina Carano, que não atua desde 2009, quando foi derrotada por Cris Cyborg.

Em bate-papo com os jornalistas em Dublin, nesta sexta-feira, o cartola adiantou que na próxima semana vai encontrar Carano e está com esperanças do negócio ser concretizado. Além disso, revelou que, caso ela assine, sua primeira luta deva ser pelo cinturão dos galos contra a atual campeã Ronda Rousey, realizando um desejo de ver as duas se enfrentando.

Gina Carano tem oito combates no cartel, com sete vitórias e apenas um revés. Em 2009, a lutadora decidiu largar o MMA e focou suas atenções no cinema, com participações em alguns filmes. Porém, agora mostrou vontade de competir novamente.

- Ela foi a pioneira com o MMA feminino. Se não fosse por ela, muitas não estariam lutando. A Ronda quer lutar contra ela e a Gina também quer esse desafio - revelou Dana, adiantando que caso o duelo saia do papel, deva acontecer em dezembro, ainda sem data prevista, em trecho reproduzido no site da "Fox Sports".