icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
10/07/2013
11:01

Campeã olímpica no pesado (acima de 78kg), a cubana Idalys Ortiz estava mordida depois de perder a final da categoria, na Universíade de Kazan, na Rússia, para a brasileira Rochele Nunes. Nesta quarta-feira, agora na decisão da categoria absoluto feminino, ela deu o troco e tirou a medalha de ouro da brasileira. No absoluto masculino, David silva conquistou a medalha de bronze.

Mais uma vez, a luta foi acirrada, com as duas judocas recebendo punições. Só que, no combate desta quarta, Rochele não conseguiu encaixar um golpe nos segundos finais, como na decisão do pesado, e acabou recebendo uma quarta punição, que levou à sua eliminação. Com uma medalha de ouro e uma de prata na Universíade, a brasileira pode conquistar mais uma, nesta quinta-feira, na final por equipes.

Para chegar na decisão, Rochele venceu Ayekemi Igue, de Benin, a alemã Clarissa Gabriele Taube, nas quartas de final, e a japonesa Manami Inque, na semifinal.

David Silva, por sua vez, perdeu para o tcheco Lukas Krpalek. Como seu adversário seguiu na competição, o brasileiro foi para a repescagem. Nela, derrotou o francês Jean Sebastien Bonvoisin, o polonês Maciej Sarnacki e o húngaro Barna Bor. Na briga pelo bronze, passou por Sherali Juraev, do Uzbequistão.

Na categoria até 60kg, Phelipe Pelim estreou vencendo o eslovaco Marek Pentka. Depois, passou por Huang Sheng-ting, de China Taipei. Mas, nas quartas de final, acabou derrotado pelo japonês Shinji Kido. Na repescagem, não conseguiu vencer Rustam Ibrayev, do Cazaquistão

Na categoria até 48kg, Katierê Moyá venceu a chinesa Han Sa, mas logo depois foi superada pela norte-coreana Rim Song Sim. Como sua adversária foi eliminada, a brasileira não foi  para a repescagem.

* O repórter viaja a convite da CBDU

Campeã olímpica no pesado (acima de 78kg), a cubana Idalys Ortiz estava mordida depois de perder a final da categoria, na Universíade de Kazan, na Rússia, para a brasileira Rochele Nunes. Nesta quarta-feira, agora na decisão da categoria absoluto feminino, ela deu o troco e tirou a medalha de ouro da brasileira. No absoluto masculino, David silva conquistou a medalha de bronze.

Mais uma vez, a luta foi acirrada, com as duas judocas recebendo punições. Só que, no combate desta quarta, Rochele não conseguiu encaixar um golpe nos segundos finais, como na decisão do pesado, e acabou recebendo uma quarta punição, que levou à sua eliminação. Com uma medalha de ouro e uma de prata na Universíade, a brasileira pode conquistar mais uma, nesta quinta-feira, na final por equipes.

Para chegar na decisão, Rochele venceu Ayekemi Igue, de Benin, a alemã Clarissa Gabriele Taube, nas quartas de final, e a japonesa Manami Inque, na semifinal.

David Silva, por sua vez, perdeu para o tcheco Lukas Krpalek. Como seu adversário seguiu na competição, o brasileiro foi para a repescagem. Nela, derrotou o francês Jean Sebastien Bonvoisin, o polonês Maciej Sarnacki e o húngaro Barna Bor. Na briga pelo bronze, passou por Sherali Juraev, do Uzbequistão.

Na categoria até 60kg, Phelipe Pelim estreou vencendo o eslovaco Marek Pentka. Depois, passou por Huang Sheng-ting, de China Taipei. Mas, nas quartas de final, acabou derrotado pelo japonês Shinji Kido. Na repescagem, não conseguiu vencer Rustam Ibrayev, do Cazaquistão

Na categoria até 48kg, Katierê Moyá venceu a chinesa Han Sa, mas logo depois foi superada pela norte-coreana Rim Song Sim. Como sua adversária foi eliminada, a brasileira não foi  para a repescagem.

* O repórter viaja a convite da CBDU