icons.title signature.placeholder Alexandre Braz e Guilherme Abrahão
28/03/2014
08:46

Depois das reclamações e lamentações da diretoria do Botafogo pela perda súbita de Vitinho para o CSKA (RUS), em agosto do ano passado, a ideia agora é trazer o jogador de volta a General Severiano, por empréstimo. O acerto, contudo, é visto como muito difícil já que o clube se encontra em situação financeira complicada, o que impede negociações com altos valores.

E o principal empecilho para a realização do negócio é a vontade do CSKA. Os russos não desejam emprestar Vitinho e só aceitam negociá-lo de forma definitiva por cerca de dez milhões de euros (R$ 31 milhões). Valor gasto, junto com um grupo de empresários, para levá-lo para a Rússia.

E MAIS
- Disputa pela presidência já agita o Botafogo: conheça os possíveis candidatos

De acordo com um membro da cúpula alvinegra, o clube foi contactado por um empresário, que perguntou se havia o interesse em contratar Vitinho. Buscando um atacante de velocidade – Wallyson é o único do elenco com essa característica – o Botafogo prontamente acenou de forma positiva, pois internamente todos o consideram um grande jogador, apesar da saída conturbada.

Entretanto, Vitinho recebe aproximadamente R$ 500 mil reais mensais, entre salários e direitos de imagens, valores inviáveis para o Glorioso atualmente.

Tido como uma grande promessa do futebol brasileiro, o garoto ainda não se firmou no futebol russo. Até agora, ele participou de 14 jogos e não fez nenhum gol. Seu último jogo como titular foi no dia 30 de outubro de 2013, na vitória do CSKA por 2 a 1 sobre o Khimik Dzerzhinsk, pela Copa da Rússia. Desde então, tem ficado no banco de reservas e em alguns jogos nem chega a ser utilizado pelo técnico Leonid Slutsky.

Relembre os gols de Vitinho pelo Botafogo