icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/03/2014
12:40

Cruzeiro e Boa Esporte se enfrentam neste domingo, às 16h, no Mineirão, pela partida de volta da semifinal do Campeonato Mineiro. A Raposa venceu o primeiro embate por 1 a 0 e, devido à vantagem obtida na fase inicial, pode perder até por um gol de diferença para chegar à decisão do torneio.

Às vésperas da partida, o técnico Marcelo Oliveira enfrentou problemas para armar a equipe. Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart foram vetados pelo departamento médico e, com isso, desfalcam o sistema ofensivo. Os substitutos devem ser Dagoberto, recuperado de pancada nas costas, e Marlone.

Embora o treinador ainda não tenha se pronunciado sobre a escalação após o veto de ambos, a expectativa é que Júlio Baptista siga como na função de homem-gol e Borges, centroavante de ofício, fique no banco de reservas. Willian também segue entre os prediletos do comandante.

Na defesa, a novidade é a manutenção de Samudio na lateral esquerda. O paraguaio substituiu o desgastado Egídio no confronto anterior e, por conta da boa exibição, segue ao lado de Fábio, Ceará, Bruno Rodrigo e Dedé.

O time de Varginha, comandado por Ney da Matta, conta com o retorno do atacante Alexandre. Ele deve recuperar a posição ocupado por Malaquias no primeiro jogo entre as duas equipes na semifinal. O treinador ainda não confirmou o fato.

Embora ainda tenha dúvidas para formar o setor ofensivo da equipe, o técnico sonha com um triunfo por dois ou mais gols para chegar a uma inédita decisão de Estadual. O Boa Esporte nunca foi finalista do Campeonato Mineiro.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X BOA ESPORTE

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data-hora: 30/3/2014 – às 16h
Árbitro: Wanderson Alves de Souza (MG)
Assistentes: Frederico Soares Vilarinho (MG) e Ricardo Vieira Rodrigues (MG)

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Bruno Rodrigo, Dedé e Samudio; Nilton, Lucas Silva, Willian e Marlone; Dagoberto e Júlio Baptista. Técnico: Marcelo Oliveira.

BOA ESPORTE: Leandro; Edmar, Neylor, Matheus e Marinho Donizete; Vinícius Hess, Moisés, Betinho e Marcel; Bruno Aquino e Alexandre (Malaquias). Técnico: Ney da Matta.