icons.title signature.placeholder Thiago Fernandes
icons.title signature.placeholder Thiago Fernandes
28/07/2013
17:57

Na tarde deste domingo, o Cruzeiro venceu o Atlético-MG, por 4 a 1, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. A partida, disputada no Mineirão, foi bastante desigual. Com força máxima, a Raposa foi muito superior ao arquirrival, que usou um time de suplentes no compromisso.

A vitória deixa a Raposa na liderança. Botafogo e Coritiba poderiam tirar a ponta do Cruzeiro se vencessem seus jogos. Contudo, o Alvinegro levou um gol no último minuto e empatou o clássico contra o Flamengo. O Coxa também ficou na igualdade por 1 a 1 com o Vitória.

Para seguir na posição, é necessário que Botafogo e Coritiba percam ou empatem os seus jogos. O Galo, por sua vez, ocupa a 13ª colocação do Campeonato Brasileiro.

Cruzeiro goleia o arquirrival no Mineirão (Foto: Denilton Dias/Vipcomm)

O JOGO

Antes de a partida começar, o jogador Júlio Baptista foi apresentado pela diretoria do Cruzeiro no gramado do Mineirão. Dentro dos 90 minutos de jogo, o clássico mineiro foi totalmente dominado pelo mandante. Embora o Alvinegro tenha aberto o placar, com gol de Alecsandro em cobrança de pênalti, os comandados de Marcelo Oliveira sobraram em campo. Éverton Ribeiro, Souza e Vinícius Araújo foram os principais nomes da equipe na criação de jogadas.

O restante do período inicial contou com lances de perigo da Raposa e boas defesas do goleiro Giovanni. Não é à toa que a equipe azul igualou o compromisso aos 32 minutos, com Éverton Ribeiro. O meia-atacante aproveitou falha defensiva e balançou a rede.

LEIA TAMBÉM
- Cuca não se abate com derrota: 'Fizemos o que deu para fazer'
- Marcos Rocha critica juiz do dérbi mineiro: 'Tentou nos intimidar'
- Presidente do Galo parabeniza atuação celeste: 'Viva o futebol mineiro'
- Artilheiro do clássico, Goulart comenta reafirmação no Cruzeiro
- Irônico, presidente do Galo 'parabeniza' Cruzeiro: 'Viva o futebol mineiro'
- Técnico do Cruzeiro celebra vitória e boa fase ofensiva
- Marcelo Oliveira atribui boa fase de Nilton à chegada de Souza

A virada do Cruzeiro veio aos 43 minutos, com Ricardo Goulart. A bola sobrou nos pés do apoiador e ele apenas escorou para o fundo da meta defendida por Giovanni.


Ricardo Goulart foi um dos destaques do jogo, com dois gols (Foto: Ramon Bitencourt/ LANCE!Press)

Na volta do intervalo, com a visível inferioridade de seus comandados, o técnico Cuca colocou Jemerson e Leleu nas vagas de Richarlyson e Rosinei. A ideia do treinador, porém, não deu certo. Com apenas oito minutos, Nilton ampliou a vantagem, após cobrança de falta do lateral-esquerdo Egídio.

O melhor momento da Raposa foi premiado com o quarto, logo aos 12 minutos. Ricardo Goulart recebeu ótimo passe de Éverton Ribeiro e marcou um belo gol, batendo por cima do goleiro Giovanni.

Com o placar construído, o Cruzeiro passou a trocar passes na defesa, enquanto o Atlético-MG continuou a fazer aquilo que propôs: marcar a saída do rival. As chances foram diminuíram com o decorrer do tempo.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 4 X 1 ATLÉTICO-MG

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/Hora: 28/7/2013 - 16h
Árbitro: Emerson Almeida Ferreira (MG)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Pablo Almeida da Costa (MG)
Renda/Público: R$1.815.785,00/35.689 pessoas.
Cartões amarelos: Souza e Luan (CRU); Richarlyson, Alecsandro e Marcos Rocha (CAM)

GOLS: Alecsandro – 18'/1T (0-1); Éverton Ribeiro – 32'/1ºT (1-1); Ricardo Goulart – 43'/1ºT (2-1); Nilton – 8'/2ºT (3-1); Ricardo Goulart – 12'/2ºT (4-1)

CRUZEIRO: Fábio, Mayke (Ceará 15'/1ºT), Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Nilton, Souza, Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Luan (Martinuccio – 21'/2ºT); Vinícius Araújo (Willian – 22'/2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.

ATLÉTICO-MG: Giovanni, Michel, Rafael Marques, Gilberto Silva e Junior Cesar; Lucas Cândido, Rosinei (Leleu – intervalo), Marcos Rocha, Richarlyson (Jemerson – intervalo) e Luan (Elder – 32'/2ºT); Alecsandro. Técnico: Cuca.

Na tarde deste domingo, o Cruzeiro venceu o Atlético-MG, por 4 a 1, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. A partida, disputada no Mineirão, foi bastante desigual. Com força máxima, a Raposa foi muito superior ao arquirrival, que usou um time de suplentes no compromisso.

A vitória deixa a Raposa na liderança. Botafogo e Coritiba poderiam tirar a ponta do Cruzeiro se vencessem seus jogos. Contudo, o Alvinegro levou um gol no último minuto e empatou o clássico contra o Flamengo. O Coxa também ficou na igualdade por 1 a 1 com o Vitória.

Para seguir na posição, é necessário que Botafogo e Coritiba percam ou empatem os seus jogos. O Galo, por sua vez, ocupa a 13ª colocação do Campeonato Brasileiro.

Cruzeiro goleia o arquirrival no Mineirão (Foto: Denilton Dias/Vipcomm)

O JOGO

Antes de a partida começar, o jogador Júlio Baptista foi apresentado pela diretoria do Cruzeiro no gramado do Mineirão. Dentro dos 90 minutos de jogo, o clássico mineiro foi totalmente dominado pelo mandante. Embora o Alvinegro tenha aberto o placar, com gol de Alecsandro em cobrança de pênalti, os comandados de Marcelo Oliveira sobraram em campo. Éverton Ribeiro, Souza e Vinícius Araújo foram os principais nomes da equipe na criação de jogadas.

O restante do período inicial contou com lances de perigo da Raposa e boas defesas do goleiro Giovanni. Não é à toa que a equipe azul igualou o compromisso aos 32 minutos, com Éverton Ribeiro. O meia-atacante aproveitou falha defensiva e balançou a rede.

LEIA TAMBÉM
- Cuca não se abate com derrota: 'Fizemos o que deu para fazer'
- Marcos Rocha critica juiz do dérbi mineiro: 'Tentou nos intimidar'
- Presidente do Galo parabeniza atuação celeste: 'Viva o futebol mineiro'
- Artilheiro do clássico, Goulart comenta reafirmação no Cruzeiro
- Irônico, presidente do Galo 'parabeniza' Cruzeiro: 'Viva o futebol mineiro'
- Técnico do Cruzeiro celebra vitória e boa fase ofensiva
- Marcelo Oliveira atribui boa fase de Nilton à chegada de Souza

A virada do Cruzeiro veio aos 43 minutos, com Ricardo Goulart. A bola sobrou nos pés do apoiador e ele apenas escorou para o fundo da meta defendida por Giovanni.


Ricardo Goulart foi um dos destaques do jogo, com dois gols (Foto: Ramon Bitencourt/ LANCE!Press)

Na volta do intervalo, com a visível inferioridade de seus comandados, o técnico Cuca colocou Jemerson e Leleu nas vagas de Richarlyson e Rosinei. A ideia do treinador, porém, não deu certo. Com apenas oito minutos, Nilton ampliou a vantagem, após cobrança de falta do lateral-esquerdo Egídio.

O melhor momento da Raposa foi premiado com o quarto, logo aos 12 minutos. Ricardo Goulart recebeu ótimo passe de Éverton Ribeiro e marcou um belo gol, batendo por cima do goleiro Giovanni.

Com o placar construído, o Cruzeiro passou a trocar passes na defesa, enquanto o Atlético-MG continuou a fazer aquilo que propôs: marcar a saída do rival. As chances foram diminuíram com o decorrer do tempo.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 4 X 1 ATLÉTICO-MG

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/Hora: 28/7/2013 - 16h
Árbitro: Emerson Almeida Ferreira (MG)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Pablo Almeida da Costa (MG)
Renda/Público: R$1.815.785,00/35.689 pessoas.
Cartões amarelos: Souza e Luan (CRU); Richarlyson, Alecsandro e Marcos Rocha (CAM)

GOLS: Alecsandro – 18'/1T (0-1); Éverton Ribeiro – 32'/1ºT (1-1); Ricardo Goulart – 43'/1ºT (2-1); Nilton – 8'/2ºT (3-1); Ricardo Goulart – 12'/2ºT (4-1)

CRUZEIRO: Fábio, Mayke (Ceará 15'/1ºT), Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Nilton, Souza, Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Luan (Martinuccio – 21'/2ºT); Vinícius Araújo (Willian – 22'/2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.

ATLÉTICO-MG: Giovanni, Michel, Rafael Marques, Gilberto Silva e Junior Cesar; Lucas Cândido, Rosinei (Leleu – intervalo), Marcos Rocha, Richarlyson (Jemerson – intervalo) e Luan (Elder – 32'/2ºT); Alecsandro. Técnico: Cuca.