icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/07/2013
23:49


O Cruzeiro não deu chances para o Atlético-GO na noite desta terça-feira, no Mineirão, em jogo válido pela terceira fase da Copa do Brasil. Invicto no Gigante da Pampulha nesta temporada, a equipe de Marcelo Oliveira goleou o Dragão por 5 a 0. Os visitantes entraram em campo desfalcado e com a cabeça voltada para sequência do Brasileiro da Série B.

Com cinco gols de autores diferentes, a Raposa praticamente encaminhou a classificação para as oitavas de final do torneio. Desta forma, somou sua décima vitória no estádio desde sua reabertura em fevereiro. As equipes voltam a campo na próxima quarta-feira, às 19h30m, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia.

SEM ENCHER OS OLHOS, CRUZEIRO ENCAMINHA TRIUNFO NO PRIMEIRO TEMPO

Com mais posse de bola e pressionando a saída de bola adversária, o Cruzeiro começou a partida com mais intensidade, investindo com mais frequência ao gol de Márcio. As ligações diretas de Nilton com o ataque celeste, num primeiro momento, não surtiam efeito. O Atlético-GO, por sua vez, chegou pela primeira vez em chute cruzado de Ernandes, que passou à esquerda de Fábio. As investidas do Dragão pararam por aí.

LEIA MAIS:
> Vinícius Araújo dedica gol de cabeça ao pai, presente no Mineirão
> Além da vitória, jogadores comemoram ótimo retorno ao Mineirão 
> FOTOS: Confira o passeio da Raposa sobre o Dragão 

A Raposa respondeu de imediato e dos pés de Diego Souza saiu o primeiro gol da partida. Em cruzamento do lateral Mayke, o goleiro Márcio saiu do gol e se chocou fortemente com o zagueiro Arthur. Mas o árbitro, Rodrigo Nunes, mandou o jogo seguir. Na sequência do lance, Everton Ribeiro cruzou, Vinícius Araújo ajeitou e Diego Souza finalizou para o fundo da rede: 1 a 0. Apesar das reclamações dos atleticanos, a arbitragem validou o gol do meia.

Jogadores do Cruzeiro comemoram gol contra o Dragão (Foto: Gil Leonardi/ LANCE!Press)

Mesmo com a vantagem, o Cruzeiro encontrava dificuldades para trabalhar a bola. Quando os jogadores diminuíram a ansiedade, a Raposa chegou bem, em tabela de Luan e Egídio, que terminou em finalização de fora da área de Diego Souza. Márcio espalmou. O meia ainda poderia ter feito um golaço, não fosse o excesso de capricho. Em bola recebida no setor esquerdo, Diego chapelou o atacante Pipico por duas vezes, mas não conseguiu finalizar.

Ainda antes do intervalo, a Raposa ampliaria por duas vezes o marcador, ambas em jogadas pelo alto. Pela direita, Souza cobrou falta e colocou a bola na cabeça de Vinícius Araújo. O atacante testou firme e fez a alegria dos torcedores no Mineirão. Nos minutos finais do primeiro tempo, Egídio cobrou nova falta, agora pela direita, e Dedé subiu para fazer o terceiro da Raposa.

EXPULSÃO DE BRUNO RODRIGO NÃO IMPEDE GOLEADA

Com o placar construído, o Cruzeiro continuou imprimindo seu ritmo na etapa final. Apesar das primeiras chegadas com perigo do Dragão, a Raposa respondeu rápido e aumentou o marcador com Everton Ribeiro, aproveitando cruzamento de Egídio e indecisão do goleiro Márcio.

O time da casa ainda teve uma expulsão desnecessária de Bruno Rodrigo. O zagueiro perdeu a bola e na tentativa de reparar o erro, entrou forte de carrinho em João Paulo e recebeu o vermelho direto. Para recompor a zaga, Marcelo Oliveira colocou o defensor Léo, sacando Diego Souza de campo. Mas a partida continuava fácil. Sem diminuir a marcação, a Raposa deu sequência às subidas ao ataque, o que resultou em mais um gol. Egídio roubou a bola ainda na intermediária e soltou o canudo. A bola foi morrer no canto esquerdo do goleiro Márcio: 5 a 0.

Com pleno domínio durante o restante da partida, a Raposa apenas esperou pelo apito final, evitando até mesmo o gol de honra do Atlético-GO.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 5 X 0 ATLÉTICO-GO

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/horário: 09/07/2013, 21h50
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Auxiliares: Luiz Cláudio Regazone e Jackson Massarra dos Santos
Público/Renda: 12.403 pessoas/R$411.540,00
Cartões amarelos: Dedé (CRU) e João Paulo (AGO)
Cartões vermelhos: Bruno Rodrigo (CRU)

Gols: Diego Souza, 9'1ºT (1-0), Vinícius Araújo, 31'1ºT (2-0), Dedé, 43'1ºT (3-0), Everton Ribeiro, 12'2ºT (4-0) e Egídio, 31'2ºT (5-0)

CRUZEIRO: Fábio, Mayke, Bruno Rodrigo, Dedé e Egídio. Nilton e Souza. Everton Ribeiro (Tinga, 21'2ºT), Diego Souza (Léo, 21'2ºT), Luan e Vinícius Araújo (Ricardo Goulart, 32'2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.

ATLÉTICO-GO: Diogo Campos; John Lennon, Artur, Diego Giaretta e Ernandes; Marino, Dodó, Jorginho (Róbston - intervalo) e João Paulo (Caio, 26'2ºT); Pipico (Juninho - intervalo) e Ricardo Jesus. Técnico: René Simões.




O Cruzeiro não deu chances para o Atlético-GO na noite desta terça-feira, no Mineirão, em jogo válido pela terceira fase da Copa do Brasil. Invicto no Gigante da Pampulha nesta temporada, a equipe de Marcelo Oliveira goleou o Dragão por 5 a 0. Os visitantes entraram em campo desfalcado e com a cabeça voltada para sequência do Brasileiro da Série B.

Com cinco gols de autores diferentes, a Raposa praticamente encaminhou a classificação para as oitavas de final do torneio. Desta forma, somou sua décima vitória no estádio desde sua reabertura em fevereiro. As equipes voltam a campo na próxima quarta-feira, às 19h30m, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia.

SEM ENCHER OS OLHOS, CRUZEIRO ENCAMINHA TRIUNFO NO PRIMEIRO TEMPO

Com mais posse de bola e pressionando a saída de bola adversária, o Cruzeiro começou a partida com mais intensidade, investindo com mais frequência ao gol de Márcio. As ligações diretas de Nilton com o ataque celeste, num primeiro momento, não surtiam efeito. O Atlético-GO, por sua vez, chegou pela primeira vez em chute cruzado de Ernandes, que passou à esquerda de Fábio. As investidas do Dragão pararam por aí.

LEIA MAIS:
> Vinícius Araújo dedica gol de cabeça ao pai, presente no Mineirão
> Além da vitória, jogadores comemoram ótimo retorno ao Mineirão 
> FOTOS: Confira o passeio da Raposa sobre o Dragão 

A Raposa respondeu de imediato e dos pés de Diego Souza saiu o primeiro gol da partida. Em cruzamento do lateral Mayke, o goleiro Márcio saiu do gol e se chocou fortemente com o zagueiro Arthur. Mas o árbitro, Rodrigo Nunes, mandou o jogo seguir. Na sequência do lance, Everton Ribeiro cruzou, Vinícius Araújo ajeitou e Diego Souza finalizou para o fundo da rede: 1 a 0. Apesar das reclamações dos atleticanos, a arbitragem validou o gol do meia.

Jogadores do Cruzeiro comemoram gol contra o Dragão (Foto: Gil Leonardi/ LANCE!Press)

Mesmo com a vantagem, o Cruzeiro encontrava dificuldades para trabalhar a bola. Quando os jogadores diminuíram a ansiedade, a Raposa chegou bem, em tabela de Luan e Egídio, que terminou em finalização de fora da área de Diego Souza. Márcio espalmou. O meia ainda poderia ter feito um golaço, não fosse o excesso de capricho. Em bola recebida no setor esquerdo, Diego chapelou o atacante Pipico por duas vezes, mas não conseguiu finalizar.

Ainda antes do intervalo, a Raposa ampliaria por duas vezes o marcador, ambas em jogadas pelo alto. Pela direita, Souza cobrou falta e colocou a bola na cabeça de Vinícius Araújo. O atacante testou firme e fez a alegria dos torcedores no Mineirão. Nos minutos finais do primeiro tempo, Egídio cobrou nova falta, agora pela direita, e Dedé subiu para fazer o terceiro da Raposa.

EXPULSÃO DE BRUNO RODRIGO NÃO IMPEDE GOLEADA

Com o placar construído, o Cruzeiro continuou imprimindo seu ritmo na etapa final. Apesar das primeiras chegadas com perigo do Dragão, a Raposa respondeu rápido e aumentou o marcador com Everton Ribeiro, aproveitando cruzamento de Egídio e indecisão do goleiro Márcio.

O time da casa ainda teve uma expulsão desnecessária de Bruno Rodrigo. O zagueiro perdeu a bola e na tentativa de reparar o erro, entrou forte de carrinho em João Paulo e recebeu o vermelho direto. Para recompor a zaga, Marcelo Oliveira colocou o defensor Léo, sacando Diego Souza de campo. Mas a partida continuava fácil. Sem diminuir a marcação, a Raposa deu sequência às subidas ao ataque, o que resultou em mais um gol. Egídio roubou a bola ainda na intermediária e soltou o canudo. A bola foi morrer no canto esquerdo do goleiro Márcio: 5 a 0.

Com pleno domínio durante o restante da partida, a Raposa apenas esperou pelo apito final, evitando até mesmo o gol de honra do Atlético-GO.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 5 X 0 ATLÉTICO-GO

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/horário: 09/07/2013, 21h50
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Auxiliares: Luiz Cláudio Regazone e Jackson Massarra dos Santos
Público/Renda: 12.403 pessoas/R$411.540,00
Cartões amarelos: Dedé (CRU) e João Paulo (AGO)
Cartões vermelhos: Bruno Rodrigo (CRU)

Gols: Diego Souza, 9'1ºT (1-0), Vinícius Araújo, 31'1ºT (2-0), Dedé, 43'1ºT (3-0), Everton Ribeiro, 12'2ºT (4-0) e Egídio, 31'2ºT (5-0)

CRUZEIRO: Fábio, Mayke, Bruno Rodrigo, Dedé e Egídio. Nilton e Souza. Everton Ribeiro (Tinga, 21'2ºT), Diego Souza (Léo, 21'2ºT), Luan e Vinícius Araújo (Ricardo Goulart, 32'2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.

ATLÉTICO-GO: Diogo Campos; John Lennon, Artur, Diego Giaretta e Ernandes; Marino, Dodó, Jorginho (Róbston - intervalo) e João Paulo (Caio, 26'2ºT); Pipico (Juninho - intervalo) e Ricardo Jesus. Técnico: René Simões.