icons.title signature.placeholder Bruno Braz e Eduardo Mendes
16/12/2013
15:55

Cruzeiro e Vasco acertaram nesta segunda-feira a definição que envolve a ida de Marlone para Belo Horizonte e a cessão do lateral-esquerdo Everton e do meia Pedro Ken ao clube carioca.

A operação, que tem o grupo Kalunga como investidor, na verdade, mudou de rumo nos últimos dias depois que o Cruz-Maltino procurou os dirigentes celestes para receber diretamente o dinheiro da multa ao invés de os investidores fazerem o depósito em juízo, fato que poderia resultar no bloqueio do dinheiro.

O Cruzeiro, então, concordou, depois que o Vasco deu 20% de desconto no valor. Assim, os parceiros da Raposa irão pagar R$ 4,8 milhões e a Raposa entrará com os dois jogadores. O Vasco ficará com 60% da transação enquanto que os outros 40% serão repassados ao agente do jogador.

Pelo fato de ceder dois jogadores, os mineiros aumentarão também a participação nos direitos econômicos de Marlone. Inicialmente, o clube ficaria com 40% da fatia pelo fato de pagar salários progressivos de R$ 10 mil durante os cinco anos de contrato, sendo que a partir de 2014 o jogador receberá R$ 120 mil.

No caso dos jogadores envolvidos, Pedro Ken tem vínculo com o clube mineiro por mais uma temporada. Os cruzeirenses estão abdicando dos cerca de 33% dos direitos econômicos do meia. O restante é dividido entre o Banco BMG e a Traffic.

Em relação a Everton, o jogador foi contratado pela Raposa em 2010 e parte dos direitos econômicos também pertencem ao clube. Nesta temporada, ele tornou-se reserva de Egídio e foi pouco utilizado pelo técnico Marcelo Oliveira.