icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/11/2014
23:45

Domingo pode sair o campeão brasileiro. Depois de um primeiro tempo muito ruim, o Cruzeiro conseguiu uma preciosa virada sobre o Grêmio, em Porto Alegre, e venceu por 2 a 1 na noite desta quinta-feira, pela 35ª rodada do Brasileirão. O resultado dá à equipe a possibilidade de conquistar o troféu neste fim de semana. Ricardo Goulart e Éverton Ribeiro marcaram os gols cruzeirenses, enquanto Riveros fez o gremista no primeiro tempo.

O time mineiro, que foi a 73 pontos, freou uma ascensão do Tricolor, que não perdia desde o início de outubro - seis partidas.  O time gaúcho está em sexto na tabela, fora do G4, com 60 pontos.

Na próxima rodada, o Tricolor enfrentará o Corinthians, em briga direta pelo G4, na Arena Corinthians, domingo, às 19h30. Já a Raposa joga no Mineirão, contra o Goiás, e um triunfo dará o bicampeonato aos comandados de Marcelo Oliveira.

ESFORÇO GREMISTA RECOMPENSADO

A promessa era de uma jogão, pela disputa dos dois na ponta da tabela. No início, se viu muito chutão e pouco toque de bola, algo característico do time mineiro, que tentava marcar a saída de bola rival. Teve sucesso nos primeiros minutos, mas logo o Grêmio conseguiu se soltar. Zé Roberto finalizou de dentro da área e mostrou que o Tricolor não ficaria submetido a ela.

E na verdade os gaúchos passaram a dominar o jogo. Logo aos 12 minutos, Barcos girou na área e cruzou. Ceará conseguiu tirar parcialmente. A bola subiu, parecia óbvio que Júlio Baptista ganharia no corpo de Riveros. Mas o paraguaio esticou a perna esquerda, dominou antes do cruzeirense e abriu o placar. O camisa 16 ganhou uma logística especial para retornar de Lima, onde jogou com o Paraguai. Esforço do clube recompensado em campo.

Aos 31, quando Júlio Baptista deu a primeira finalização do Cruzeiro no jogo, o Grêmio já havia acertado a trave com Barcos, em cabeçada que correu a linha antes de ser tirada por Bruno Rodrigo, e perdido chance de dentro da área, com o multifunção Ramiro.

Irreconhecível, a Raposa não criava. A dupla dinâmica Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart, que tão bem se entende, parecia ter sido apresentada na Arena, nesta noite. E Marcelo Oliveira ainda perdia jogadores: Ceará e Marquinhos sentiram problemas e deixaram o campo na etapa inicial. Luan, aos 38, recebeu de Dudu pelo meio e só não ampliou porque Samúdio se jogou na bola para salvar.

RAPOSA MOSTRA POR QUE É LÍDER

Éverton Ribeiro aparece no segundo tempo e garante vitória da Raposa (Foto: Ricardo Rímoli/LANCE!Press)


Tão logo a bola rolou, ficou claro que o primeiro tempo não se repetiria. O Cruzeiro voltou bem melhor. Willian entrou cara a cara com Grohe, mas finalizou errado. Parecia ter se dado um clique: "Oh, somos o líder e melhor time do Brasil'. Ricardo Goulart fez acrobacia para desviar bola aos 12 e não marcou por detalhe. "Uai, temos um jogo!", gritou o mineiro. "Bah, tchê, não tá morto quem peleia", respondeu o gaúcho.

O crescimento do Cruzeiro, aliado à inércia gremista, resultou no empate. Após cobrança de escanteio, Júlio Baptista desviou e Willian finalizou. Marcelo Grohe espalmou, mas Ricardo Goulart, na pequena área, escorou para o gol e colocou um pingo de justiça no placar. O Tricolor se intimidou após o grande primeiro tempo e a Raposa mostrou a razão de ser o grande time do Brasil nos últimos dois anos.

Ainda assim, o time de Felipão perdeu uma chance extraordinária: Bruno Rodrigo cortou errado cruzamento e deu passe para Barcos. Mas o Pirata, quase na pequena área, parou em Fábio. O que iniciou uma espécie de pressão gremista, com muitas bolas levantadas na área e escanteios. E deu o que o Cruzeiro mais gosta: um contra-ataqu.

Aos 30 minutos, o apagado Éverton Ribeiro recebeu de Mayke, invadiu a área tranquilamente e deslocou Grohe com um chute forte. A virada veio com a cara de líder, com a cara do melhor time do Brasil, com a cara do time que pode ser campeão no próximo domingo.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1 X 2 CRUZEIRO

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data-hora: 20/11/2014 – às 21h50
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP)
Público-renda: 43.012 (40.497 pagantes)- R$ 1.441.00,00
Cartões amarelos: Mayke, Samúdio, Willian Farias (CRU) Zé Roberto, Riveros, Pedro Geromel (GRE)

Gols: Riveros - 12'/1°T (1-0), Ricardo Goulart - 20'/2°T (1-1) e Éverton Ribeiro - 30'/2°T (1-2)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Rhodolfo, Pedro Geromel e Zé Roberto; Walace, Riveros (Alán Ruiz - 33'/2°T), Ramiro, Luan (Giuliano - 36'/2°T) e Dudu; Barcos (Lucas Coelho - 37'/2°T) - Técnico: Luiz Felipe Scolari.

CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Mayke - 22'/1°T), Léo, Bruno Rodrigo e Samúdio (Egídio - 19'/2°T); Willian Farias, Nilton, Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart; Marquinhos (Willian -31'/1°T) e Júlio Baptista - Técnico: Marcelo Oliveira.