icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
11/11/2014
13:00

Embora nunca tenha se firmado de vez desde que chegou ao Atlético-MG, Maicosuel tem sido um dos jogadores titulares do Galo nos últimos jogos. Autor de um dos gols na semifinal contra o Flamengo, o meia-atacante tem chances reais de continuar na equipe principal pelo menos na primeira partida contra o Cruzeiro, nesta quarta-feira. Apesar do passado no rival, já que vestiu a camisa celeste nas temporadas de 2007 e 2008, o meia já diz estar completamente em casa na parte alvinegra de BH.

- O Cruzeiro foi importante na minha carreira, é sempre bom jogar em grandes clubes. Mas hoje estou defendendo o Galo, o extremo do rival. Fui muito bem recebido aqui e estou contente no clube, aqui é a minha casa mesmo – diz.

MAIS:
> Galo x Raposa, quem é o melhor, posição por posição?
> Fim do impasse: Cruzeiro terá 1,8 mil torcedores no Horto

Contratado em junho, Maicosuel não participou da vitória atleticana no último clássico por 3 a 2 no Mineirão, já que estava machucado. Em menos de cinco meses, no entanto, o camisa 70 poderá alcançar seu segundo título pela equipe alvinegra, embora o detalhe não diminua a mistura de sentimentos em seu primeiro clássico mineiro.

- A pressão (em um clássico) é maior, muito maior. É um jogo que todo jogador sonha. Entrar no estádio e ter o frio na barriga. Mas acho que isso é normal, pela dificuldade do jogo, pelo tamanho dos dois clubes – acrescentou o jogador.