icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/12/2013
17:15

Pela segunda vez, a camisa quadriculada estará diante do Brasil em uma estreia de Copa do Mundo. Assim como 2006, a Croácia será o primeiro obstáculo da Seleção Brasileira no Mundial. Mas o que espera a equipe de Felipão?

Depois de um hiato em 2010, os croatas estão de volta para disputar sua quarta Copa. Eles precisaram da respescagem, já que não foram páreo para a renovada Bélgica. Mas não são bobos. Os principais jogadores da seleção comandada por Nico Kovac, que era volante da equipe na última vez que a Croácia enfrentou o Brasil em Copas, estão em grandes clubes do futebol mundial.

Só que para o duelo contra a Seleção Brasileira, um desses astros não estará em campo. O atacante Mandzukic, do Bayern de Munique, foi expulso no segundo jogo da repescagem e terá que cumprir suspensão. Menos um problema.

Mas há outras peças para dar trabalho. A principal é o meia Modric, do Real Madrid, responsável por conduzir o ritmo da armação do time e ainda aparecer como surpresa na frente.

A Croácia tem uma bola parada forte com o lateral Srna, do Shakhtar Donetsk. Ele bate todas as faltas e escanteios. Como os zagueiros são altos, essa é uma possibilidade de levar perigo ao Brasil.

OPINIÃO DO ESPECIALISTA: Roberto Assaf, colunista do LANCE!

Foi uma seleção que teve dificuldade para passar para a Copa. Na hora do duelo com a Bélgica, ela acabou perdendo. É um futebol de escola tradicional da antiga Iugoslávia, já foi terceiro lugar na Copa e não deve ser desprezada.