icons.title signature.placeholder Alexandre Braz e Luiz Gustavo Moreira
10/04/2014
14:47

As duras críticas de Eduardo Hungaro ao desempenho do time do Botafogo após a derrota por 3 a 0 para o San Lorenzo, em Buenos Aires, não caíram bem dentro do elenco. Alguns jogadores demonstraram insatisfação com as palavras do técnico, que classificou como "inaceitável" a atuação do Glorioso no Nuevo Gasómetro e também falou que a equipe "tem alguns limites" na entrevista coletiva.

Curiosamente, essa foi a primeira vez desde que assumiu o time em janeiro, que Hungaro criticou abertamente uma atuação do time, também afirmando que o Botafogo não fora visto em campo e que o futebol apresentado pelos seus comandados era inadmissível.

A insatisfação de alguns jogadores vem ocorrendo desde o Campeonato Estadual, quando Hungaro usou critérios duvidosos para escalar as equipes reservas.

Desde que foi promovido ao posto de técnico da equipe principal, Hungaro sempre foi defendido pelos jogadores, que já o conheciam do trabalho como auxiliar de Oswaldo de Oliveira, na temporada 2013. Mas parece que essa relação azedou.

ALGUMAS FRASES DE HUNGARO APÓS A ELIMINAÇÃO:

- O time não esteve em campo. É inaceitável e surpreendente. Não tivemos marcação e ataque.

- Só teve uma equipe em campo. O rendimento foi muito aquém do que imaginávamos e preparamos.

- Não tivemos saída de bola, nem capacidade no ataque e marcamos pouco. É uma análise difícil, resta pouca coisa para elogiar a equipe.

- É uma equipe que tem limites, mas que sempre demonstrou trabalho.