icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/11/2014
12:35

Toda vez que se fala em um duelo entre Fluminense e Coritiba, o que vem a cabeça é aquela partida histórica de 2009, quando o empate em 1 a 1 manteve o Tricolor na Série A e rebaixou a equipe paranaense. Após aquele jogo, cenas de violência da torcida local ficaram para sempre na lembrança. Para Cristovão Borges, técnico do Fluminense, a partida será muito dura, brigada, mas apenas dentro de campo.

- É inevitável que não vamos falar desse jogo, porque são imagens fortes, marcantes. Muita coisa mudou de lá para cá e mudou para melhor. O clima lá vai ser importante para as duas equipes. Não tem pensamento sobre qualquer violência, hostilidade ou algo do tipo. Vai ser um jogo acirrado dentro de campo. Não pensamos em nada sobre o que já aconteceu. É um jogo de alta necessidade tanto para o Coritiba quanto para o Fluminense - explicou.

Questionado sobre as lembranças daquele jogo estarem em evidência sempre que o Fluminense volta ao Couto Pereira, o treinador ressalta que partidas como essa acabam sendo referência por conta do intensidade e da maneira como os fatos aconteceram.

- Acho que sempre vai ser lembrada porque são momentos muito marcantes. Momentos bons, ruins, saudáveis ou não saudáveis acabam sendo lembrados pela forma como aconteceram. Vai ser sempre assim. Aquele jogo vai ser uma das referências e essa lembrança sempre vai existir.