icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/04/2014
16:53

O Fluminense tem uma missão dificílima nesta quinta-feira contra o Horizonte, no Maracanã, pela Copa do Brasil. Depois de perder por 3 a 1 no jogo de ida, o Tricolor precisa vencer por 2 a 0 ou por três gols de diferença para se classificar para segunda fase da competição. Repetição do marcador da primeira partida para o time carioca leva o duelo para os pênaltis. Ciente da responsabilidade que possui logo no primeiro jogo no comando da equipe, o técnico Cristovão Borges comandou um coletivo na tarde desta terça-feira e cobrou intensa movimentação da equipe.

Além de promover as entradas de Wágner e Rafael Sobis nos lugares de Valencia e Walter, o treinador pediu que a equipe agredisse bastante a saída de bola dos reservas. Os jogadores do time titular não deviam ficar fixos em suas posições. A ideia é que o Fluminense use bastante a velocidade para confundir o adversário.

O volante Valencia segue na transição do departamento médico para a preparação física. Enquanto isso, Michael e Marcos Júnior estão recuperados e voltaram a treinar normalmente. Leandro Euzébio, com dores na coxa-direita, foi poupado da atividade.

Dessa maneira, o Flu deve iniciar o jogo desta quinta com: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Elivélton e Carlinhos; Diguinho, Jean, Wágner e Conca; Rafael Sobis e Fred, mesma equipe que iniciou o coletivo. Por sua vez, o reservas atuaram com: Kléver, Wellington Silva, Marlon, Welington Carvalho e Ronan; Willian, Fábio Braga, Rafinha e Chiquinho; Kenedy e Walter.

Cabe ressaltar que jogadores que estavam treinando em separado como Fábio Braga e Ronan devem ganhar nova oportunidade como o novo treinador.