icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2014
01:41

Antes da partida diante do Criciúma começar, havia muita expectativa pela estreia do zagueiro Henrique e do meia Cícero com a camisa do Fluminense. Passada a partida e a derrota por 3 a 2 no estádio Heriberto Hulse, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico tricolor Cristovão Borges comentou a atuação destes jogadores em especial. O treinador explicou a substituição de Cícero no segundo tempo e admitiu que Henrique precisará de mais tempo para se readaptar ao futebol brasileiro, após ficar nove temporada no futebol francês.

- Essas coisas acontecem. A adaptação é natural pelo tempo, mas não é justificativa para os gols que tomamos. É normal para ele ficou muito tempo fora. Tomar gol foi um conjunto de coisas, como a desatenção em alguns momentos que tivemos - afirmou Cristovão, para completar em seguida sobre a troca de Cícero por Kenedy na segunda etapa de jogo:

- Ele estava bem, o ritmo de jogo foi alto, o meio trabalhou muito. Por isso, o substituí. Coloquei um jogador mais descansado. Wagner foi recuado, time teve outra dinâmica. Time teve mais força na frente com as outras trocas - disse.

Em busca da recuperação, o Fluminense de Cristovão enfrenta o Santos, no próximo domingo, às 18h30, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Com a derrota para o Criciúma, o Flu permaneceu com 16 pontos e foi ultrapassado por Sport e São Paulo, correndo riscos de deixar o G4 na sequência da rodada.