icons.title signature.placeholder RODRIGO CERQUEIRA
17/06/2014
19:15

A Fan Fest de Curitiba, na pedreira Paulo Leminski, foi uma festa multicultural no jogo entre Brasil e México (0 a 0), nesta terça-feira, pelo Grupo A da Copa do Mundo. Brasileiros, mexicanos, chilenos, uruguaios, equatorianos, argentinos e hondurenhos estiveram no local. Mas a presença mais ilustre  foi a de "Cristiano Ronaldo". Ou quase isso! No meio da multidão - a organização estimava um público de cinco mil pessoas -, um "jogador" vestido com o uniforme do Real Madrid da cabeça aos pés chamava a atenção.

Com 21 anos, e vendedor em uma loja de material esportivo em Curitiba, Andrew Andrade curtiu seus 15 minutos de fama. Mesmo com a péssima estreia de CR7 na Copa do Mundo, após a Alemanha golear Portugal por 4 a 0, o sósia do português confia na volta por cima do melhor do mundo e sonha com um encontro com seu ídolo. Mas está difícil...

Torcida comparece em peso na Fan Fest para torcer pela Seleção Brasileira (Foto: Rodrigo Cerqueira)

- Já tentei de tudo. Mandei email para algumas emissoras de televisão, clubes... Nunca tive sucesso. Desde que o Cristiano Ronaldo foi para o Real Madrid (em 2009) é que eu passei a me vestir como ele. Um amigo me falou que eu parecia muito com o jogador - afirmou o sósia de CR7, para completar:

- Já fui chamado para dois eventos aqui em Curitiba por conta desse perfil. Eventos relacionados ao esporte. Mas não joguei bola nos eventos, foi para simbolizar Cristiano Ronaldo mesmo.

Equatorianos e hondurenhos se enfrentam em Curitiba na sexta-feira (Foto: Rodrigo Cerqueira)

Pessoas de vários países confraternizaram na Fan Fest de Curitiba. A presença de mexicanos foi marcante, alguns deles com os famosos sombreros na cabeça. O fim do jogo não significou o fim da festa, que contava com shows de artistas locais e um dj para animar o público.