icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/04/2014
17:36

O Real Madrid já está com o Borussia Dortmund engasgado na garganta desde a temporada passada, quando Lewandowski fez quatro nos Merengues e eliminou o rival. Desta vez, os espanhóis receberam os alemães na ida das quartas de final da Liga dos Campeões, e já deixaram a fatura praticamente liquidada: 3 a 0 no Santiago Bernabéu.

De quebra, Cristiano Ronaldo voltou a fazer história. Marcou o seu 14º gol nesta Champions, e ao lado de Mazola e Messi, é o maior artilheiro em apenas uma edição do torneio. E ainda tem mais jogos pela frente. A volta desta partida entre Real Madrid e Borussia Dortmund será na próxima terça-feira, no Signal Iduna Park. Antes, neste fim de semana, os Merengues visitam a Real Sociedad pelo Campeonato Espanhol, enquanto os aurinegros, pela Bundesliga, recebem o Wolfsburg.

O JOGO
O Real Madrid teve um desfalque de última hora. O argentino Di María foi vetado e Isco veio para o seu lugar. Mas isso não era nada se comparado aos problemas do Borussia. O time alemão tinha desfalques como Lewandowski, Gündogan, Subotic, Bender e Schmelzer. E isso acabou se refletindo em campo.

Aubameyang e o seu cabelo estiloso (Foto: Dani Pozo/ AFP)

A pressão inicial veio do Borussia, mas durou apenas um minuto, o primeiro do jogo. Logo depois o Real Madrid tomou conta do jogo e o gol não demorou a sair. Benzema conseguiu boa jogada pela direita, rolou para Carvajal que achou Bale avançando. O galês chutou suave na saída de Weidenfeller.

O gol era uma amostra do que viria a seguir. Em 15 minutos, o Real já tinha finalizado sete vezes, e poderia ter aumentado logo, não fosse o goleiro alemão. Bale chegou a ter um gol anulado, Cristiano Ronaldo acertou linda falta... E Weidenfeller sempre aparecia bem.

O Borussia não conseguia atacar, no máximo trocar alguns passes na intermediária. Só Grosskreutz que acertava algo, enquanto Aubameyang aparecia mais pelo penteado inusitado. E logo saiu o segundo do Real. Isco puxou contra-ataque, jogada se desenrolou com Bale e Ronaldo, a defesa conseguiu cortar, Xabi Alonso recuperou e o voltou para o jovem meia, que chutou colocado no cantinho para ampliar. O primeiro tempo continuou neste ritmo, e até já poderia estar com uma goleada.

Bale e o seu tradicional coração ao comemorar o primeiro gol do jogo (Foto: Gerard Julien/AFP)

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo, muita movimentação. Bale teve grande chance de um lado, Weidenfeller defendeu na pontinha do pé, e Aubameyang chutou para fora pelo Borussia. Benzema também sua chance após linda jogada de Cristiano Ronaldo, mas não conseguiu vencer de Sokratis bem debaixo do gol.

A superioridade do Real acabou sendo recompensada com mais um gol. E bonito. Modric avançou na área, achou Cristiano Ronaldo no meio, que em três toques, dominou, limpou e chutou. O seu 14º nesta Liga dos Campeões.

Na reta final, o Borussia ainda insistiu por pelo menos um gol fora de casa, mas o momento de destaque foi a saída de Cristiano Ronaldo. O craque português, que vem jogando no sacrifício, segundo o próprio Carlo Ancelotti, jogou-se no chão e teve que sair para a entrada de Casemiro. No fim, foi a vez de Pepe brilhar com desarmes perfeitos, até recebeu aplausos do Bernabéu.

Real Madrid saiu na frente no confronto (Foto: Gerard Julien/AFP)

FICHA TÉCNICA
REAL MADRID x BORUSSIA DORTMUND

Local: Santiago Bernabéu, em Madri (ESP)
Data-hora: 02/04/2014, às 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Mark Clattenburg (ING)
Auxiliares: Simon Beck (ING) e Stuart Burt (ING)

Gols: Bale (4'/1ºT), Isco (26'/1ºT), Cristiano Ronaldo (12'/2ºT)

Cartões amarelos: Reus (BVB), Kehl (BVB), Grosskretuz (BVB)
Cartões vermelhos: Não houve

REAL MADRID: Casillas, Carvajal, Pepe, Sergio Ramos e Fábio Coentrão; Xabi Alonso, Modric e Isco (Illarramendi, 25'/2ºT); Bale, Cristiano Ronaldo (Casemiro, 34'/2ºT) e Benzema (Morata, 29'/2ºT). Técnico: Carlo Ancelotti
BORUSSIA DORTMUND: Weidenfeller, Piszczek (Schieber, 22'/2ºT), Sokratis, Hummels e Durm; Kehl (Jojic, 28'/2ºT), Sahin, Grosskreutz e Mkhitaryan (Hofmann, 19'/2ºT); Reus e Aubameyang. Técnico: Jürgen Klopp