icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/12/2013
16:27

Campeão da Copa Sul-Americana e melhor time no segundo semestre do Campeonato Brasileiro em 2012, o São Paulo iniciou a temporada 2013 em alta. Após dois anos fora, voltou a disputar a Copa Libertadores. Contudo, a campanha que reservava grandes disputas e possíveis conquistas foi melancólica. O Tricolor viveu a pior crise da sua história e lutou contra o rebaixamento no campeonato nacional durante boa parte do torneio. A ascensão com a chegada de Muricy Ramalho fez com que se criasse a expectativa de retorno à competição continental, o que não ocorreu.

O LANCE!Net fez um balanço do clube do Morumbi no Nacional e listou os motivos de o time não ter feito jus ao esperado.

INVESTIMENTO

O clube apostou em jogadores renomados, como o zagueiro Lúcio. O beque chegou com apresentação feita no salão nobre do Morumbi e logo no primeiro semestre caiu em desgraça ao bater de frente com o técnico Ney Franco e depois ser expulso no jogo das oitavas de final da Copa Libertadores. Com Paulo Autuori, também teve problemas e acabou afastado. No meio da temporada o Tricolor trouxe Clemente Rodríguez para ajudar com sua experiência, mas o argentino não vingou. Ocupa a reserva e deve deixar o clube no próximo ano.

O ponto positivo fica por conta de Aloísio. O atacante chegou do Figueirense para ser a sombra de Luis Fabiano e ajudou com gols em momentos importantes da temporada.

JOGADORES QUE DECEPCIONARAM

Badalado, o zagueiro Lúcio foi a principal decepção. O zagueiro foi contratado para ser o "xerife" da zaga Tricolor e não conseguiu render o esperado. Falhas individuais e problemas de disciplina culminaram no seu afastamento com a chegada do técnico Paulo Autuori. O seu alto salário também dificulta a negociação com outras equipes.

O atacante Luis Fabiano também tinha um ano promissor e disse, na pré-temporada, que precisava de tempo de treinamento para retomar a parte física e conseguir desempenhar bom futebol. Contudo, viveu altos e baixos e quase deixou o clube. Osvaldo começou o ano em alta, mas caiu de rendimento e ainda não marcou nenhum gol no torneio nacional.

JOGADORES QUE SE SALVARAM

Aloísio conseguiu deixar Luis Fabiano no banco e, ao lado do camisa 9, é o artilheiro do time na temporada, com 22 gols. Rodrigo Caio também assumiu papel de protagonista na equipe e, mesmo na crise, mostrou qualidade como volante, zagueiro e lateral. A partir do meio da temporada, o lateral-esquerdo Reinaldo chegou e logo aproveitou a chance, tanto que recentemente teve o contrato renovado.

FATORES QUE EXPLICAM O MAU DESEMPENHO

Primeiro "problema" a administrar foi a situação Ganso e Jadson. Sem Lucas, Ney Franco não conseguiu montar a equipe com os dois meias e a indefinição colaborou para o mau desempenho na Libertadores, principal competição no ano para os tricolores. A troca de Ney por Paulo Autuori não surtiu efeito e, além do desgaste com a viagem à Europa e à Ásia, o time afundou no Brasileiro e emendou sequência negativa como jamais havia acontecido na história do clube.

O QUE MUDARÁ PARA 2014

Para o ano que vem, a preparação física deve ser feita de maneira mais adequada e Muricy Ramalho começará o planejamento desde o início, o que facilita o trabalho.

COM A PALAVRA: RAFAEL BULLARA, EDITOR DO NÚCLEO

O São Paulo passou por sustos em 2013 que devem servir de lição para o próximo ano. As trocas constantes de treinadores e o atraso na escolha por Muricy Ramalho fizeram com que o clube quase naufragasse em um inédito rebaixamento. A falta de planejamento, como viagens improdutivas, foi outro fator que atrapalhou. Dentro de campo, Luis Fabiano fez a pior temporada desde que voltou e Lúcio, zagueiro que chegou com status de craque, não rendeu e, para piorar, se tornou estorvo. Afastado, tem um dos melhores salários e vive situação indefinida. O torcedor tricolor deve apagar o ano da memória.