icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/11/2013
15:15

A frase dita por Júlio Baptista ao vascaíno Cris, durante o jogo deste sábado, no Maracanã, tem rendido grande polêmica. Na imagem captada pela TV, é possível perceber que o camisa 10 da Raposa diz "faz logo outro, p... faz logo outro", o que muitos enxergaram como uma possível facilitação ao rival. Mas, de acordo com o próprio zagueiro cruz-maltino, a fala fez parte de outro contexto, uma troca de provocações.

- Foi uma pequena discussão ali entre eu e Júlio, somos amigos, mas no calor do jogo é difícil. E eu pedindo para ele, pedindo, pedindo, pedindo (para parar de pressionar). Aí ele já virou para mim, numa discussão normal, e disse ‘então vai lá e faz o terceiro’. Não teve nada de presente para o Vasco, como estão anunciando aí, foi um jogo duro - disse o zagueiro Cris ao jornal SuperEsportes, de Minas Gerais.

A versão é a mesma alegada pelo próprio Júlio Baptista, que, logo após a partida contra o Vasco, defendeu-se, alegando que a TV captou apenas o final de sua frase.

- Vocês pegaram somente o final da frase. Em nenhum momento nós entramos para amaciar, tanto que fizemos o primeiro gol e tentamos fazer o de empate. É normal, cada um vai interpretar de um jeito - contou o cruzeirense, ao SporTV.

No momento da polêmica frase, o jogo ainda estava 2 a 0 para o Vasco. Pouco depois, o Cruzeiro ainda diminuiu com o zagueiro Paulão.

Minutos após a partida, surgiu a informação de que a diretoria do Bahia vai pedir explicações a CBF pelo ocorrido. O clube baiano, assim como o Vasco, luta contra o rebaixamento.

Já o procurador-geral do STJD, Paulo Schmidt, disse que irá avaliar as imagens da conversa e lances do jogo, para verificar se houve algum tipo de facilitação por parte do Cruzeiro.