icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/07/2013
12:51

O camisa 10 do Olimpia deverá ser o centro das atenções das palestras do técnico do Atlético-MG, Cuca. E Juan Manuel Salgueiro, uruguaio de 30 anos, já sentiu o gosto de conquistar a Copa Libertadores da América e justamente diante de uma outra equipe mineira, em solo brasileiro, no Mineirão: contra o Cruzeiro, em 2009.

O jogador atuava no Estudiantes e era um reserva de luxo do atual técnico da Seleção Argentina, Alejandro Sabella. Quatro anos se passaram e o atacante passou por LDU (Empréstimo) e San Lorenzo antes de chegar ao maior time do Paraguai. Ele já foi carrasco do Fluminense nas quartas-de-final.

Em 2009, Salgueiro estava no segundo e último ano de Estudiantes e participou do primeiro jogo da final, entrando no segundo tempo no lugar de Gastón Fernández, no Estádio Ciudad de La Plata. Apesar de poucos minutos em campo, ele conseguiu produzir uma boa jogada, quase abrindo o placar para os Pincharratas. No entanto, a bola chutada para fora foi mais um erro do ataque que não conseguiu marcar gols. 0 a 0 na ida.

Para a final contra o Atlético-MG, o jogador já é o protagonista do Decano. Inclusive, deverá entrar com muita gana na primeira partida no Defensores del Chaco, já que foi expulso no primeiro jogo diante do Santa Fé-COL e não pôde jogar a decisão na Colômbia, quando o 'Rey de Copas' se classificou no sufoco.

O camisa 10 do Olimpia deverá ser o centro das atenções das palestras do técnico do Atlético-MG, Cuca. E Juan Manuel Salgueiro, uruguaio de 30 anos, já sentiu o gosto de conquistar a Copa Libertadores da América e justamente diante de uma outra equipe mineira, em solo brasileiro, no Mineirão: contra o Cruzeiro, em 2009.

O jogador atuava no Estudiantes e era um reserva de luxo do atual técnico da Seleção Argentina, Alejandro Sabella. Quatro anos se passaram e o atacante passou por LDU (Empréstimo) e San Lorenzo antes de chegar ao maior time do Paraguai. Ele já foi carrasco do Fluminense nas quartas-de-final.

Em 2009, Salgueiro estava no segundo e último ano de Estudiantes e participou do primeiro jogo da final, entrando no segundo tempo no lugar de Gastón Fernández, no Estádio Ciudad de La Plata. Apesar de poucos minutos em campo, ele conseguiu produzir uma boa jogada, quase abrindo o placar para os Pincharratas. No entanto, a bola chutada para fora foi mais um erro do ataque que não conseguiu marcar gols. 0 a 0 na ida.

Para a final contra o Atlético-MG, o jogador já é o protagonista do Decano. Inclusive, deverá entrar com muita gana na primeira partida no Defensores del Chaco, já que foi expulso no primeiro jogo diante do Santa Fé-COL e não pôde jogar a decisão na Colômbia, quando o 'Rey de Copas' se classificou no sufoco.