icons.title signature.placeholder Marcio Porto
icons.title signature.placeholder Marcio Porto
22/07/2013
20:29

Começa apenas nesta terça-feira a venda de ingressos para a o duelo entre Crac-GO x Santos, em Catalão. A diretoria do clube goiano colocará sete mil e trezentos bilhetes à disposição, com preço único de R$ 80, valor que gerou reclamações em parte da torcida. As bilheterias do estádio abrem às 13h. Mil entradas serão reservadas para idosos e crianças menores de 12 anos, que não pagam ingressos.

A atitude da diretoria do Crac, no entanto, fere o Estatuto do Torcedor. No capítulo V do Estatuto, há a seguinte ordem: "É direito do torcedor que os ingressos para as partidas integrantes de competições profissionais sejam colocados à venda até setenta e duas horas antes do início da partida correspondente".

Até houve pressão de torcedores em Catalão para a liberação de venda com maior antecedência, mas a diretoria até cogitou iniciá-las apenas na quarta. O argumento é de que há um esquema de fraude na cidade e facilidade para falsificar os ingressos, de acordo com a diretoria.

– É uma maneira de nos precaver. Pensamos em abrir só na quarta-feira, mas seria muita correria e poderia gerar problemas. Desistimos – afirmou o diretor de futebol Benevan Ribeiro.

A expectativa dos dirigentes é que os bilhetes se esgotem ainda nesta terça. A partida deve gerar a maior renda do estádio na temporada. Do montante arrecadado, 30% fica com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), de acordo com o regulamento das competições da entidade. O fato gera reclamação entre os comandantes do Leão.

O Santos enfrenta o Crac a partir das 21h50. O duelo é válido pela terceira fase da Copa do Brasil. No jogo de ida, empata em 1 a 1, na Vila Belmiro. Com o resultado, a equipe da casa precisa de um empate por 0 a 0 para se classificar. O Peixe precisa vencer ou empatar por 2 a 2 ou mais. Se o placar da ida se repetir, a decisão será nos pênaltis.

Começa apenas nesta terça-feira a venda de ingressos para a o duelo entre Crac-GO x Santos, em Catalão. A diretoria do clube goiano colocará sete mil e trezentos bilhetes à disposição, com preço único de R$ 80, valor que gerou reclamações em parte da torcida. As bilheterias do estádio abrem às 13h. Mil entradas serão reservadas para idosos e crianças menores de 12 anos, que não pagam ingressos.

A atitude da diretoria do Crac, no entanto, fere o Estatuto do Torcedor. No capítulo V do Estatuto, há a seguinte ordem: "É direito do torcedor que os ingressos para as partidas integrantes de competições profissionais sejam colocados à venda até setenta e duas horas antes do início da partida correspondente".

Até houve pressão de torcedores em Catalão para a liberação de venda com maior antecedência, mas a diretoria até cogitou iniciá-las apenas na quarta. O argumento é de que há um esquema de fraude na cidade e facilidade para falsificar os ingressos, de acordo com a diretoria.

– É uma maneira de nos precaver. Pensamos em abrir só na quarta-feira, mas seria muita correria e poderia gerar problemas. Desistimos – afirmou o diretor de futebol Benevan Ribeiro.

A expectativa dos dirigentes é que os bilhetes se esgotem ainda nesta terça. A partida deve gerar a maior renda do estádio na temporada. Do montante arrecadado, 30% fica com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), de acordo com o regulamento das competições da entidade. O fato gera reclamação entre os comandantes do Leão.

O Santos enfrenta o Crac a partir das 21h50. O duelo é válido pela terceira fase da Copa do Brasil. No jogo de ida, empata em 1 a 1, na Vila Belmiro. Com o resultado, a equipe da casa precisa de um empate por 0 a 0 para se classificar. O Peixe precisa vencer ou empatar por 2 a 2 ou mais. Se o placar da ida se repetir, a decisão será nos pênaltis.