icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/03/2014
15:19

Todos os olhares da semana na Espanha estão voltados para Cristiano Ronaldo e Messi. Claro. São os dois astros de Real Madrid e Barcelona, que se enfrentam neste domingo pelo Campeonato Espanhol no Santiago Bernabéu, em partida decisiva. Porém, além dos craques, outros jogadores têm credenciais suficientes para que sejam os heróis da partida. Bale e Neymar, que foram contratados exatamente para isso, viveram situações opostas no clássico do primeiro turno, e agora "trocaram de lados".

Pelo time da casa, os coadjuvantes de Cristiano Ronaldo estão em fase melhor. O português faz o "trio BBC" com Bale e Benzema. Os três conseguiram achar um entrosamento praticamente perfeito de dezembro para cá, e lideram os Merengues na sequência vencedora que colocou o time na liderança do Campeonato Espanhol. Isso sem falar em Di María, Modric, Marcelo...

Bale e Benzema, os "bês" do BBC, como são homens de frente, ganham mais destaque. O galês chegou badalado, como jogador mais caro de todos os tempos, e demorou a engrenar. Não teve pré-temporada, sofreu com lesões, e o "fundo do poço" foi justamente no clássico do primeiro turno. Jogou quase como centroavante, e não rendeu. Depois disso, passou a viver grande fase no Real Madrid.

Isco e Benzema vivem grandes fases; Iniesta e Xavi são ídolos eternos do Barcelona (Fotos: AFP)

Neymar: brilhou no primeiro turno, mas vive má fase
Já Neymar chegou em uma condição também favorável, como o craque da Seleção Brasileira na conquista da Copa das Confederações. Logo no início fez o gol do título da Supercopa da Espanha, sobre o Atlético de Madrid, e foi se adaptando. O auge veio no mesmo clássico em que Bale fracassou. O brazuca fez um gol e deu o passe para o outro.

Depois disso, oscilou, teve bons e maus momentos, e com a polêmica toda envolvendo sua contratação, em que o ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, foi acusado de fraude, vive fase complicado. Já chegou a ser reserva e não é garantido que comece jogando contra o Real Madrid.

O Barça ainda tem esperança em seus jogadores que brilharam intensamente nas últimas temporadas. Poucos duvidam dos talentos de Xavi e Iniesta, mas os dois também vivem um ano de altos e baixos, e o próprio camisa 8 já pediu um jogo perfeito neste domingo. Pedro, Fàbregas e Sánchez são jogadores que têm bons números em 2013/14, e podem até ser os titulares, deixando Neymar no banco

CONFIRA OS NÚMEROS DOS COADJUVANTES DO CLÁSSICO
REAL MADRID
Bale: 31 jogos, 14 gols, 14 assistências
Benzema: 38 jogos, 21 gols, 11 assistências
Di María: 39 jogos, 9 gols, 13 assistências
Modric: 37 jogos, 2 gols, 6 assistências
Isco: 37 jogos, 9 gols, 4 assistências
Marcelo: 31 jogos, 1 gol, 7 assistências

BARCELONA
Neymar: 32 jogos, 12 gols, 11 assistências
Iniesta: 39 jogos, 2 gols, 9 assistências
Xavi: 36 jogos, 4 gols, 5 assistências
Fàbregas: 42 jogos: 13 gols, 15 assistências
Sánchez: 41 jogos, 19 gols, 11 assistências
Pedro: 42 jogos, 18 golos, 9 assistências