icons.title signature.placeholder Daniel Hippertt
icons.title signature.placeholder Daniel Hippertt
16/07/2013
14:42

Após derrotar o arquirrival Atlético-PR por 1 a 0, domingo, o Coritiba retomou a liderança do Brasileirão, competição que ganhou apenas em 1985. Com somente sete rodadas disputadas, ainda é cedo para colocar o Coxa entre os postulantes ao título do campeonato, mas o técnico Marquinhos Santos não esconde que, depois de bater na trave nas última duas edições da Copa do Brasil, o objetivo este ano é um trofeu nacional:

- Queremos a Libertadores e, dentro desse objetivo, o título.

Tetracampeão paranaense neste ano, o Coxa é a última equipe invicta no Brasileiro e, apresentando um bom futebol, transformou o Couto Pereira em uma fortaleza intransponível, com 100% de aproveitamento em casa.

- A torcida abraçou o time e joga junto conosco. Isso incomoda os rivais - disse o técnico ao LANCE!Net.

No comando do Alviverde há apenas dez meses e com uma trajetória vitoriosa pelas categorias de base do clube, Marquinhos já começa a colher bons frutos entre os profissionais, mas admite que não imaginava esse começo meteórico.

- A gente sonha, né? Mas sempre trabalhei com os pés no chão. Faço tudo no tempo necessário, sem queimar etapas, ou querer acelerar o processo. Minha adaptação aos profissionais foi rápida. Aqui o poder de assimilação dos atletas é muito maior, mas a filosofia é a mesma que implementei por anos na base - completou.

Sem ganhar fora

Apesar da ótima campanha, o Alviverde ainda não ganhou fora de casa. Foram três empates, contra Bahia, Goiás e Flamengo. O jogo contra o Santos, no próximo domingo, pode marcar a primeira conquista longe do Couto.

Chico é dúvida na Vila

Zagueiro titular do Coritiba, Chico já havia sofrido uma entorse no tornozelo esquerdo durante o empate contra o Flamengo, no início de julho, no Estádio Mané Garrincha. poupado dos treinos durante a semana, o jogador foi escalado no domingo e jogou no sacrifício contra o Atlético-PR

A lesão voltou a incomodar, o zagueiro caiu desabou no gramado após o gol de Geraldo e é dúvida para o jogo contra o Santos, domingo na VIla Belmiro.

E MAIS:
> Vanderlei fala sobre a defesa nos acréscimos do Atletiba: 'A gente está ali para ajudar'

Mas há boas notícias para o torcedor alviverde. Keirrison pode voltar a campo na próxima partida. O atacante foi relacionado para o clássico, mas não entrou.

- Pelo tempo que ele passou fora, é claro que a reabilitação demora, mas esperamos que tudo corra bem. - disse ao LANCE!Net o comandante Marquinhos Santos.

Após passar por duas cirurgias no joelho direito, Keirrison, que está emprestado pelo Barcelona, não joga há quase dois anos.

BATE-BOLA
MARQUINHOS SANTOS
Treinador do Coritiba, em entrevista exclusiva ao LANCE!Net

Qual é o motivo da boa fase do Coritiba no Brasileirão?

Deve-se ao treinamento, à concentração dos atletas e à maneira como o trabalho vem sendo conduzido por todos dentro do clube.

Como está o clima entre os jogadores? Vocês miram o título?

O ambiente é o melhor possível. Existe competitividade interna, mas nos transformamos em uma familia. Queremos a Libertadores e, dentro desse objetivo, o título.

Há propostas para você deixar o comando do Coritiba?

Sondagens são normais. Fico feliz pelo reconhecimento, mas meu foco está no Coritiba. O interesse dos outros não interfere no meu projeto aqui, de jeito nenhum.

Qual é a relevância de ter um jogador como o Alex no time?

O Alex é de suma importância, um ídolo nacional. Mesmo com 35 anos, ele é diferenciado em campo, enxerga o futebol de forma inteligente e tem futuro como técnico.

Após derrotar o arquirrival Atlético-PR por 1 a 0, domingo, o Coritiba retomou a liderança do Brasileirão, competição que ganhou apenas em 1985. Com somente sete rodadas disputadas, ainda é cedo para colocar o Coxa entre os postulantes ao título do campeonato, mas o técnico Marquinhos Santos não esconde que, depois de bater na trave nas última duas edições da Copa do Brasil, o objetivo este ano é um trofeu nacional:

- Queremos a Libertadores e, dentro desse objetivo, o título.

Tetracampeão paranaense neste ano, o Coxa é a última equipe invicta no Brasileiro e, apresentando um bom futebol, transformou o Couto Pereira em uma fortaleza intransponível, com 100% de aproveitamento em casa.

- A torcida abraçou o time e joga junto conosco. Isso incomoda os rivais - disse o técnico ao LANCE!Net.

No comando do Alviverde há apenas dez meses e com uma trajetória vitoriosa pelas categorias de base do clube, Marquinhos já começa a colher bons frutos entre os profissionais, mas admite que não imaginava esse começo meteórico.

- A gente sonha, né? Mas sempre trabalhei com os pés no chão. Faço tudo no tempo necessário, sem queimar etapas, ou querer acelerar o processo. Minha adaptação aos profissionais foi rápida. Aqui o poder de assimilação dos atletas é muito maior, mas a filosofia é a mesma que implementei por anos na base - completou.

Sem ganhar fora

Apesar da ótima campanha, o Alviverde ainda não ganhou fora de casa. Foram três empates, contra Bahia, Goiás e Flamengo. O jogo contra o Santos, no próximo domingo, pode marcar a primeira conquista longe do Couto.

Chico é dúvida na Vila

Zagueiro titular do Coritiba, Chico já havia sofrido uma entorse no tornozelo esquerdo durante o empate contra o Flamengo, no início de julho, no Estádio Mané Garrincha. poupado dos treinos durante a semana, o jogador foi escalado no domingo e jogou no sacrifício contra o Atlético-PR

A lesão voltou a incomodar, o zagueiro caiu desabou no gramado após o gol de Geraldo e é dúvida para o jogo contra o Santos, domingo na VIla Belmiro.

E MAIS:
> Vanderlei fala sobre a defesa nos acréscimos do Atletiba: 'A gente está ali para ajudar'

Mas há boas notícias para o torcedor alviverde. Keirrison pode voltar a campo na próxima partida. O atacante foi relacionado para o clássico, mas não entrou.

- Pelo tempo que ele passou fora, é claro que a reabilitação demora, mas esperamos que tudo corra bem. - disse ao LANCE!Net o comandante Marquinhos Santos.

Após passar por duas cirurgias no joelho direito, Keirrison, que está emprestado pelo Barcelona, não joga há quase dois anos.

BATE-BOLA
MARQUINHOS SANTOS
Treinador do Coritiba, em entrevista exclusiva ao LANCE!Net

Qual é o motivo da boa fase do Coritiba no Brasileirão?

Deve-se ao treinamento, à concentração dos atletas e à maneira como o trabalho vem sendo conduzido por todos dentro do clube.

Como está o clima entre os jogadores? Vocês miram o título?

O ambiente é o melhor possível. Existe competitividade interna, mas nos transformamos em uma familia. Queremos a Libertadores e, dentro desse objetivo, o título.

Há propostas para você deixar o comando do Coritiba?

Sondagens são normais. Fico feliz pelo reconhecimento, mas meu foco está no Coritiba. O interesse dos outros não interfere no meu projeto aqui, de jeito nenhum.

Qual é a relevância de ter um jogador como o Alex no time?

O Alex é de suma importância, um ídolo nacional. Mesmo com 35 anos, ele é diferenciado em campo, enxerga o futebol de forma inteligente e tem futuro como técnico.