icons.title signature.placeholder Luiz Fernando Gomes
24/06/2014
12:03

Que fantasma, que nada. Agora é Ghiggia, algoz da Seleção na Copa do Mundo de 1950, em carne e osso que os uruguaios levam aos estádios para assustar o Brasil. A Celeste inclusive pode ser adversário do Brasil nas quartas de final, caso despache a Itália, nesta terça-feira, em Natal, e passe pelas oitavas de final.

Ghiggia na verdade é Ruben Andres, que veio de Montevidéu e acompanha a seleção dele desde o início da Copa. Vestido à caráter, com um uniforme vintage dos anos 50, ele chamava atenção na entrada da Arena das Dunas. Os uruguaios são maioria absoluta em Natal e estão animados. Os mais otimistas falam até em um 3 a 1 contra a Azzurra.

Apesar da provocação com os brasileiros, o cover de Ghiggia só tem elogios ao Brasil. "A alegria e a acolhida dos brasileiros já são inesquecíveis", diz Ruben Andres. Sobre o futebol, diz que, com Neymar jogando como está, vai ser difícil parar o Brasil: "Ontem (segunda-feira) foi fenômenal".