icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/07/2013
15:57

O New York Cosmos, lendário clube dos Estados Unidos que teve Pelé, Beckenbauer, Carlos Alberto, entre outros craques do futebol mundial, vai voltar depois de 30 anos, e resolveu fazer uma homenagem a Pelé. O time vai imortalizar a camisa 10, usada pelo Rei. O "problema" é que isso já aconteceu quando o brasileiro saiu de lá.

- Ninguém voltará a utilizar a camisa com o número 10 pelo Cosmos - anunciou o clube na altura, em 1977.

O time da Big Apple vai atuar pela North American Soccer League (NASL), que é o segundo escalão do futebol no país (não trata-se de uma divisão, o futebol lá não tem acesso, nem rebaixamento) no dia 4 de agosto, e planejava fazer uma cerimônia para aposentar a camisa. Um dos seus reforços é o brasileiro naturalizado espanhol Marcos Senna.

Pelé chegou ao Cosmos depois de brilhar pelo Santos e pela Seleção Brasileira. Ficou em Nova York entre 1975 e 1977.

O New York Cosmos, lendário clube dos Estados Unidos que teve Pelé, Beckenbauer, Carlos Alberto, entre outros craques do futebol mundial, vai voltar depois de 30 anos, e resolveu fazer uma homenagem a Pelé. O time vai imortalizar a camisa 10, usada pelo Rei. O "problema" é que isso já aconteceu quando o brasileiro saiu de lá.

- Ninguém voltará a utilizar a camisa com o número 10 pelo Cosmos - anunciou o clube na altura, em 1977.

O time da Big Apple vai atuar pela North American Soccer League (NASL), que é o segundo escalão do futebol no país (não trata-se de uma divisão, o futebol lá não tem acesso, nem rebaixamento) no dia 4 de agosto, e planejava fazer uma cerimônia para aposentar a camisa. Um dos seus reforços é o brasileiro naturalizado espanhol Marcos Senna.

Pelé chegou ao Cosmos depois de brilhar pelo Santos e pela Seleção Brasileira. Ficou em Nova York entre 1975 e 1977.