icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/04/2014
14:15

Uma corrida para calar os críticos da "nova" Fórmula 1. Repleta de ultrapassagens, brigas entre equipes e proximidade do começo ao fim, o GP do Bahrein entrou na lista das melhores corridas dos últimos anos e somente seu vencedor não surpreendeu: Lewis Hamilton e a Mercedes.

O inglês se manteve na liderança desde a primeira curva, quanto "roubou" a posição de seu companheiro, Nico Rosberg, segundo colocado. Em terceiro, o surpreendente Sergio Perez, com sua Force India, seguido por Daniel Ricciardo, da Red Bull e Nico Hulkenberg, fechando o belo dia da equipe indiana no Bahrein.

Em sexto, Sebastian Vettel, da Red Bull, puxou a fila dos carros da Williams, Felipe Massa e Valtteri Bottas. As Ferrari de Fernando Alonso, em nono, e Kimi Raikkonen, em décimo, completaram o Top 10.

- O safety car não foi um bom negócio para nossa corrida. A Red Bull tinha menos pneu no final, mas mais tração que nós. Foi uma pena, a corrida poderia ter sido melhor. o ritmo era bom e a largada foi ótima - comentou Felipe Massa, que no fim, brigou curva a curva com Vettel.

Lewis Hamilton recebe a bandeirada após liderar desde a primeira curva o Grande Prêmio do Bahrein. É a segunda vitória de Lewis no ano (Foto: Patrick Baz/AFP)

A CORRIDA:

Logo na largada, se viu qual seria o tom da corrida. De forma fantástica, Massa ultrapassou 4 carros e saiu de sétimo para a terceira colocação em poucos metros. Antes da primeira curva, Hamilton atacou e ultrapassou Rosberg, assumindo a liderança do GP.

Após sofrer com perda de aderência traseira e ver seu carro balançar muito nas saídas de curva, Felipe Massa viu sua velocidade cair foi ultrapassado por Sergio Perez.

Na volta 18, os carros da Mercedes protagonizaram um show de ultrapassagens e "empurrões" na frente. Com três trocas de posições em duas voltas, mas Hamilton se manteve na liderança e seguiu para o pit-stop na volta 20.

A partir da 23ª volta, Massa, com pneus mais novos, retomou a aderência do carro e passou a andar de três a quatro décimos mais rápido que seu companheiro e, sendo pressionado por Hulkenberg e Perez, Felipe sentiu vontade de ouvir a mensagem: "Massa is fasther than you", porque o piloto brasileiro perdeu tempo em quatro voltas, até que o finlandês entrou nos boxes.

Felipe Massa sofreu com a pressão de Hulkenberg e Sergio Perez. Ambos terminaram à frente de Massa, que foi o sétimo colocado (Foto: Marwan Naamani/AFP)

Assim, sem Bottas na frente e com as duas Force India coladas em seu carro, Massa perdeu velocidade, mas mostrou arrojo ao se defender bem das pressões na 26ª volta, até que, com a possibilidade de abertura da asa, Massa foi ultrapassado por ambos na 28ª volta e se viu obrigado a trocar os pneus, voltando novamente atrás de Bottas.

Entre os outros carros, as brigas se resumiam entre o 7º e 10º lugares, com Raikkonen, Alonso, Vettel e Ricciardo, trocando posições e protagonizando uma boa corrida. Já na frente, Hamilton abria distância sobre Rosberg que, por sua vez, ficava cada vez mais longe do resto da corrida.

Em desempenho, os carros da Williams e Force India mostraram ser muito superiores aos demais, ocupando sempre as posições à frente e não tendo dificuldades em ultrapassar os adversários.

A 19 voltas para o fim, a briga entre os pilotos da Williams voltou a se acirrar, com Massa pressionando Bottas pela terceira colocação, até que a equipe o chamou para a troca final de pneus, dessa vez, antes do finlandês.

Na volta 41, um acidente chamou a atenção do circuito. O venezuelano da Lotus, Maldonado, atropelou a lateral do carro de Gutierrez, que capotou duas vezes. Mas, nada de grave aconteceu com o mexicano que, ainda tonto, conseguiu sair do carro após alguns segundos.

Acidente causado por Maldonado chamou a atenção durante o GP. O carro de Gutierrez capotou duas vezes antes de sair da pista (Foto: Marwan Naamani/AFP)

O acidente forçou a entrada do safety car na pista. O carro a percorreu por 6 voltas e, quando deixou a pista, as brigas por posições começaram. Rosberg e Hamilton, Perez e Hulkenberg, Vettel e Ricciardo, Massa e Bottas. Todos os companheiros dividindo curvas nas brigas pela 1ª, 3ª, 5ª e 7ª colocações, respectivamente.

A 5 voltas do fim, Hamilton e Rosberg voltaram a disputar roda a roda as curvas. O alemão, com pneus macios, andava mais rápido que o inglês, e forçava o companheiro pelo primeiro lugar.

Na penúltima volta, Massa foi até o lado de fora da pista para ultrapassar Vettel, mas tomou o "x" na curva seguinte e acabou perdendo contato com o alemão, permitindo a aproximação de Bottas, que na última volta tentou em 4 oportunidades ultrapassar o brasileiro, sem sucesso.

No fim, Hamilton venceu a prova após assumir a liderança na primeira curva, seguido por Rosberg, Perez, Ricciardo e Hulkenberg. Em sexto, Vettel, seguido por Massa, uma colocação à frente de Bottas. Completando o Top 10, Alonso em nono e Raikkonen em décimo.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO FINAL DO GP DO BAHREIN DE FÓRMULA 1:

1 - Lewis Hamilton (ING) - Mercedes
2 - Nico Rosberg (ALE) - Mercedes - +1s
3 - Sergio Perez (MEX) - Force India - +24s
4 - Daniel Ricciardo (AUS) - Red Bull - +24.4s
5 - Nico Hulkenberg (ALE) - Force India - +28.6s
6 - Sebastian Vettel (ALE) - Red Bull - +29.8s
7 - Felipe Massa (BRA) - Williams - +31.2s
8 - Valtteri Bottas (FIN) - Williams - +31.8s
9 - Fernando Alonso (ESP) - Ferrari - +32.5s
10 - Kimi Raikkonen (FIN) - Ferrari - +33.4s
11 - Daniil Kvyat (RUS) - STR - +41.3s
12 - Romain Grosjean (FRA) - Lotus - +43.1s
13 - Max Chilton (ING) - Marussia - +59.9s
14 - Pastor Maldonado (VEN) - Lotus - +62.8s
15 - Kamui Kobayashi (JAP) - Caterham - +87.9s
16 - Jules Bianchi (FRA) - Marussia - + 1 volta
17 - Jenson Button (ING) - McLaren - + 2 voltas

Não completaram

Kevin Magnussen (DIN) - McLaren
Esteban Gutierrez (MEX) - Sauber
Marcus Ericsson (SUE) - Caterham
Jean-Eric Vergne (FRA) - STR
Adrian Sutil (ALE) - Sauber

CONFIRA TAMBÉM A CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO DE PILOTOS:

1 - Nico Rosberg (ALE) - Mercedes - 61 pontos
2 - Lewis Hamilton (ING) - Mercedes - 50 pontos
3 - Nico Hulkenberg (ALE) - Force India - 28 pontos
4 - Fernando Alonso (ESP) - Ferrari - 26 pontos
5 - Jenson Button (ING) - McLaren - 23 pontos
6 - Sebastian Vettel (ALE) - Red Bull - 23 pontos
7 - Kevin Magnussen (DIN) - McLaren - 20 pontos
8 - Valtteri Bottas (FIN) - Williams - 18 pontos
9 - Sergio Perez (MEX) - Force India - 16 pontos
10 - Daniel Ricciardo (AUS) - Red Bull - 12 pontos
11 - Felipe Massa (BRA) - Williams - 12 pontos
12 - Kimi Raikkonen (FIN) - Ferrari - 7 pontos
13 - Jean-Eric Vergne (FRA) - STR - 4 pontos
14 - Daniil Kvyat (RUS) - STR - 3 pontos
15 - Romain Grosjean (FRA) - Lotus - 0 pontos
16 - Adrian Sutil (ALE) - Sauber - 0 pontos
17 - Esteban Gutierrez (MEX) - Sauber - 0 pontos
18 - Max Chilton (ING) - Marussia - 0 pontos
19 - Kamui Kobayashi (JAP) - Caterham - 0 pontos
20 - Pastor Maldonado (VEN) - Lotus - 0 pontos
21 - Marcus Ericsson (SUE) - Caterham - 0 pontos
22 - Jules Bianchi (FRA) - Marussia - 0 pontos